Pesquisar

Canais

Serviços

Roberto Custódio/Arquivo FOLHA
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Calorão

Londrina deve sofrer com fenômeno La Niña no verão; veja expectativa para estação

Gustavo Batista - Estagiário*
20 dez 2021 às 11:19
Continua depois da publicidade

O hemisfério sul dá um "até logo" para a primavera e ingressa na estação mais quente do ano nesta terça-feira (21). 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O solstício de verão, que marca o início deste propício período para praia e piscina, ocorre às 12h59 e é o momento em que a metade do globo abaixo da linha do equador está mais próxima do sol, explica a agrometeorologista Angela Costa. É o que os especialistas batizam de início astronômico do verão.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


As particularidades climáticas do antecessor do outono já são conhecidas: calor intenso e precipitações impulsionadas por ele. Mas o fenômeno La Niña, que reduz a frequência de chuvas no sul brasileiro e tende a levantar o volume pluviométrico no Norte e Nordeste, se estende pelos próximos meses, trazendo o risco de estiagem.


A expectativa é que Londrina sofra com intervalos de tempo seco. As chuvas devem apresentar irregularidade e surgirem de forma isolada.

Continua depois da publicidade


A escassez de nuvens abre espaço para os raios solares atingirem a cidade com maior precisão. A consequência é a elevação térmica, já percebida na semana que abre a nova estação.


Termômetros devem indicar marcos de 34ºC no pico de aquecimento desta terça-feira (21). Os próximos dias seguem sem previsão de chuva. Veja a previsão do tempo.


A chegada do outono, em 20 de março de 2022, encerra os dias veranis.

Continue lendo