Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/AdoroCinema
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Expectativa?

Moana, heroína feminista? Clements e Musker duvidam

Agência Estado
05 jan 2017 às 14:19
Continua depois da publicidade

Nos EUA, Moana, a nova princesa da Disney, provocou verdadeira revolução. 'A primeira princesa feminista do estúdio', proclamaram muitos críticos. O público, por sua vez, adorou. Na Comic Con, em São Paulo, os diretores John Musker e Ron Clements participaram de um painel da Disney e depois tiveram encontros com jornalistas. Musker não está muito convencido do feminismo. "Não era nossa intenção, e para falar a verdade, ela não é mais determinada que outras princesas, que também são guerreiras."

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Valente vem logo à lembrança, mas é da Pixar. Clements diz que "o filme nasceu muito mais de nossa admiração pela cultura da Polinésia. Queríamos alguma coisa de forte colorido local, embasada em lendas e tradições. Fizemos diversas viagens de pesquisa para nos impregnar da atmosfera. E deu supercerto. No final, selecionamos um elenco predominantemente local, o que foi ótimo para garantir a veracidade desses mitos".

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Auli'l Cravalho é a protagonista e, se você vir o filme na versão com legendas, talvez reconheça a voz do semideus que ajuda a garota. É Dwayne Johnson, ex-The Rock.


"Dwayne se reinventou nos últimos anos. Embarcou nessa viagem com o entusiasmo que esperávamos". Na trama de Moana, a princesa descobre que pertence a uma linhagem de navegadores. Vítima de uma maldição, seu povo renunciou ao mar de aventuras. Mas ela vai partir, com o semideus Mauai, em busca de seus ancestrais, numa ilha mítica que ninguém sabe onde fica. Como ocorre com frequência nas produções da Disney, animais são humanizados para participar do relato. "Quem sabe Moana não faz tanto sucesso que o estúdio nos peça um filme inteiro com ele, como ocorreu com a Dory de Procurando Nemo, na Pixar?"


Ronald Francis Clements, de 63 anos, começou sua carreira na Hanna Barbera, antes de se transferir para a Disney. John Musker, da mesma idade, iniciou-se sob sua tutela, como animador de personagens. Ambos vestem camisas coloridas com motivos dos Mares do Sul. "É uma influência de John Lasseter.Ele tem a maior coleção de camisas coloridas com os motivos da Pixar. E de algumas tem a exclusividade. São só dele."

Continua depois da publicidade

Para lembrar, Clements e Musker fizeram A Pequena Sereia, Aladdin, Hércules e A Princesa e o Sapo. Qual o maior desafio de Moana? "O mar. Embora já tivéssemos feito a Sereia, o mar é sempre um desafio. Mas com o desenvolvimento tecnológico, sempre se pode ir mais longe no rumo da perfeição. Era o lema de Walt (Disney) e seu legado para todos nós."


Continue lendo