Pesquisar

Canais

Serviços

Cartaz original do filme - Lucas Leibholz
Continua depois da publicidade

LONDRINA EM TRÊS MOVIMENTOS na MFL 2009

31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Curta londrinense integra a Mostra do Filme Livre 2009
Londrina em Três Movimentos será exibido nos dias 12 e 21 de abril no Rio

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A primeira produção da KINOARTE, o curta LONDRINA EM TRÊS MOVIMENTOS, integra a 8ª MOSTRA DO FILME LIVRE, festival realizado no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro (RJ), entre 7 e 26 de abril de 2009. O curta londrinense, dirigido por Rodrigo Grota e com trilha sonora original de Arrigo Barnabé, será exibido nos dias 12 (domingo, às 16h) e 21 de abril (terça, às 18h), dentro do Panorama 5 da MFL 2009. Esta sessão ainda inclui os curtas "N.E.G.O.", de Chico Sales, "Vidigal", de Cavi Borges, "Transferência", de Terêncio Porto, "Enquanto Chove", de Alberto Bitar e Paulo Almeida, e "Lamento Paulista", de Pedro Dantas.


SOBRE O FILME


LONDRINA EM TRÊS MOVIMENTOS (doc, cor e p&b, 15 min, mini-DV, 2004) é a primeira produção da KINOARTE – INSTITUTO DE CINEMA E VÍDEO DE LONDRINA. Realizado com patrocínio da Prefeitura de Londrina, via Promic (Programa Municipal de Incentivo à Cultura), o curta estreou em julho de 2004 no Cine Teatro Ouro Verde, em Londrina.


A idéia do projeto surgiu em 2003, quando o diretor percebeu que poderia realizar um filme a partir do sentimento que se tem ao ver uma cidade vazia, desolada. Antes das filmagens, foram realizadas pesquisas para selecionar as locações que seriam filmadas. O diretor de produção Francelino França chegou a um total de 300 locações que reservavam certo potencial de imagem. Selecionadas as locações, os diretores de arte José de Aguiar e Ygor Raduy, os assistentes de produção Bruno Gehring e Paulo Muzzolon, e Francelino França registraram a cidade em cerca de 2.500 fotos, que acabaram servindo como story board para o diretor conduzir as filmagens.

Continua depois da publicidade


Com orçamento de R$ 22 mil, a equipe de filmagem rodou a cidade por cerca de dois meses e meio. Foram produzidas cerca de 40 horas de imagens, das quais Grota e o montador William de Carvalho selecionaram 6 horas para ir à mesa de edição. Chegou-se então aos quinze minutos do filme, que tentam mostrar a cidade sem encerrar nenhuma verdade definitiva ou conotação sociológica possível. O filme ainda conta com fotografia de Anderson Craveiro e Grota, projeto gráfico de Lucas Leibholz, imagens adicionais de Luciano Pascoal e assistência de direção de Guilherme Peraro e direção de produção de Mabel Gomes.


O músico Arrigo Barnabé viu algumas imagens ainda no começo das filmagens e compôs três peças eruditas. "Noturno" foi usada para o primeiro movimento, que registra a natureza em um tom contemplativo, com um ritmo mais suave. O tom seco e sombrio da música "Episódio N. 1" se encaixou perfeitamente, segundo Grota, no segundo movimento, em que o destaque são as formas concretas. Para encerrar o filme, a música "Fantasia para Piano a Quatro Mãos" serviu de apoio ao imaginário, que mostra a cidade no passado, no futuro, em aspectos místicos e em detalhes que por vezes não são compreendidos. A música do filme foi gravada em julho de 2004 em Tatuí (SP) pelos renomados pianistas Paulo Braga e Karin Fernandes.


LONDRINA EM TRÊS MOVIMENTOS contou com patrocínio do Promic, além do apoio cultural das seguintes empresas: Sercomtel, Hidromar, Sanepar, Itamaraty e os estabelecimentos comerciais Happen Pizza, Restaurante do Toninho, Estação Norte, Bar Vilão, Máfia di Pasta, Tia Nega, Cultura Inglesa e Delta Vídeo. Em 2005, o filme foi selecionado para o 16º Festival Internacional de Curtas de São Paulo, a 5ª Goiânia Mostra Curtas, o 3º Cine São Luís – Festival Internacional de Cinema do Maranhão, o 1º Festival de Imagem da Lapa e o Catarina 2005 – Festival de Cinema Digital. Em 2006, integrou o projeto Videolab, na Universidade de Coimbra, em Portugal. Em Goiânia, o filme foi agraciado com o Troféu Icuman na categoria Melhor Direção. Em 2007, o filme foi exibido nas sessões itinerantes da 9ª Mostra Londrina de Cinema. Em 2008, o curta integrou a programação da 1ª Mostra Marília de Cinema.


O filme pode ser visto no KINOARTE CHANNEL, canal da KINOARTE no youtube:


parte 1
http://www.youtube.com/watch?v=FtiWc6x7cZU
parte 2
http://www.youtube.com/watch?v=KrIGrwbIYm4
parte 3
http://www.youtube.com/watch?v=aDyQeg8JlGI
making of
http://www.youtube.com/watch?v=Rw9unwr7e6M


comentários
"Um filme Humanista", por Paulo Briguet
Catálogo da MFL 2009, por Christian Caselli


SOBRE A MFL 2009


Dos 705 filmes inscritos, entre curtas, médias e longas-metragens, 229 foram selecionados para as sessões competitivas e informativas. Outros 100 filmes participarão como convidados de sessões especiais como "Sexuada", "Pílulas", "Mundo Livre", "Infantil" e "Curta o Curta", entre outras. Confira a programação completa aqui.


Em 2009 a MFL homenageará o artista multimídia Sérgio Ricardo, com a exibição de todos os seus filmes, entre eles os raros "A noite do espantalho" e "Juliana do amor perdido", além do longa "Deus e o diabo na terra do sol", de Glauber Rocha, cuja clássica trilha sonora é de Sérgio Ricardo.


A produtora de Santa Catarina, Canibal Filmes, do videasta Petter Baiestorf, que já teve vários de seus filmes exibidos nas edições anteriores da MFL, também ganhará uma retrospectiva com alguns de seus filmes mais representativos. Petter vai à MFL participar de debates e fará parte do júri do evento.


Outro destaque desta edição é a retrospectiva "Novos Mineiros", que vai exibir e debater com os autores as obras de novos artistas audiovisuais das Minas Gerais, são eles: Gabriel Sanna, Igor Amin, Joacélio Batista e Vinícius Cabral.


Mais informações sobre o filme LONDRINA EM TRÊS MOVIMENTOS:
ESPAÇO KINOARTE
Rua Paraíba, 331, Jardim Higienópolis, CEP 86020-090, Londrina PR
43 3026 6932 | 43 9902 2669 | 43 9944 0109

Mais informações sobre a MFL 2009:
http://www.mostradofilmelivre.com/


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade