Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

O siso, dente do juízo ou terceiro molar. Saiba mais.

13 ago 2013 às 19:18
Continua depois da publicidade

Os dentes do siso – ou dentes do juízo, como são popularmente chamados – são os terceiros molares na linguagem usada pelos dentistas, e na maioria das vezes têm indicação para extração. Boa parte da população necessita retirar este dente, já que a permanência do mesmo pode implicar em grandes problemas estruturais e de saúde geral. O que acontece é que muitas pessoas resolvem, por orientação profissional ou por vontade própria, deixar os dentes do siso ficarem na boca "até que lhes deem problema". Daí cria-se uma situação complicada para o paciente e o dentista, que terá de extraí-los no momento em que a estrutura óssea foi afetada também. Devido ao possível fato de o dente estar comprometido, com cárie ou doença gengival, a área (ferida cirúrgica) torna-se suscetível a vários tipos de infecção.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


É comum cirurgiões-dentistas clínicos indicarem aos pacientes que necessitam retirar o dente do siso a extração com profissional especialista – ou apto a realizar uma cirurgia avançada. A indicação deve-se à dificuldade para a extração, uma vez que esses dentes, geralmente se encontram em posições e em regiões da maxila e da mandíbula, de difícil acesso.

Continua depois da publicidade


Outro dado relevante é que grande parte dos pacientes acima de 60 ou 70 anos muitas vezes chega ao consultório sem saber que possui os terceiros molares e, por isso, é bastante comum ocorrer a degeneração intraóssea e formação de pequenos focos de infecção, que podem comprometer a saúde geral de forma grave.


Em 2005, um estudo nos Estados Unidos e na Inglaterra mostrou que a presença de focos infecciosos na boca e nos ossos maxilares estava diretamente relacionada ao aumento da incidência de infarto do miocárdio e AVCs (Acidentes Vasculares Cerebrais). Desta maneira, tornou-se comum, por parte dos cardiologistas, indicarem para seus pacientes a ida com maior frequência aos consultórios dos cirurgiões-dentistas, para excluírem todos os pequenos focos inflamatórios ou infecciosos, tanto de inflamações das gengivas como de possíveis raízes ou restos infecciosos destes dentes na boca.


Normalmente, muitos focos dos problemas bucais são constatados na região dos dentes do siso inflamados ou com comprometimento pelo acúmulo de placa bacteriana, o que pode provocar infecção generalizada e até complicações maiores, muitas vezes relacionadas a problemas cardíacos, como comprovados por vários estudos.

Continua depois da publicidade


Assim, cerca de 90% dos cirurgiões-dentistas indicam a extração dos terceiros molares, quando comprovada a necessidade do procedimento, é claro. Esses dentes devem permanecer na boca apenas quando o paciente tiver espaço nas arcadas e boa higienização. Caso contrário, haverá acúmulo de bactérias que poderá levar à perda, inclusive, de outros dentes ao lado dos sisos, comprometendo a mordida do paciente (oclusão dentária) e até a estética facial.


Fale comigo:
http://www.facebook.com/viaodonto.andira
http://www.facebook.com/jeanrsantos


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade