Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Diz ministra

Aprovados no Concurso Nacional Unificado terão curso de formação

Fernando Narazaki - Folhapress
11 abr 2024 às 12:50
- GOV/ MS
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, afirmou que todos os aprovados no Concurso Nacional Unificado, que será realizado neste ano, terão de passar por um curso de formação.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Norte Pioneiro

UENP cria Curso de Tecnologia em Fruticultura

Imagem de destaque
Destaque para Sul e Sudeste

Veja os melhores e os piores municípios brasileiros em alfabetização, segundo o Censo 2022

Imagem de destaque
Londrina está em 14º no PR

Apesar da redução na taxa de analfabetismo, Paraná tem o pior índice no Sul do País

Imagem de destaque
Dados do IBGE

Taxa de alfabetização cresce mais no Nordeste, mas ainda é a menor do Brasil

Segundo a ministra, o procedimento será adotado também nas vagas que não tinham o curso previsto em seu cronograma inicial. A intenção do ministério é que parte dos candidatos aprovados tome posse já em 5 de agosto deste ano -data prevista no cronograma para início das convocações- e realizem o curso ao mesmo tempo.

Publicidade


"A gente vai fazer um curso de formação para todo mundo que está entrando agora (através do Concurso Nacional Unificado). Estamos montando junto com a Enap (Escola Nacional de Administração Pública) um curso de formação para todo mundo com cinco grandes blocos com o que a gente acha o que os servidores precisam saber ao entrar", afirmou Dweck em entrevista ao programa "Bom dia, ministra", da EBC, na manhã desta quinta-feira (11).


A ministra afirmou que o objetivo é fazer com que novos servidores entendam as obrigações de suas funções. "É importante que elas entendam que estão entrando para servir a população, que estão entrando para fazer um trabalho que é de dedicação aos outros. É muito importante que elas entendam isso desde o início".

Publicidade


O curso ainda terá adaptações de acordo com o ministério envolvido, já que cada carreira tem uma especificidade. No total, são 6.640 vagas em 21 ministérios. "A gente está conversando com os ministérios para coisas mais objetivas relacionadas à própria carreira onde eles estão entrando para que as pessoas tenham essa formação", destacou Dweck.


O curso de formação já está previsto em algumas das carreiras e faz parte inclusive do processo seletivo. É o caso, por exemplo, dos cargos de analista de infraestrutura, de especialista em políticas públicas e gestão governamental, e de especialista em regulação de serviços públicos no ministério comandado por Dweck.
Nestes casos em que o curso de formação será maior e já estava previsto no cronograma, a ministra afirmou que os aprovados só devem assumir os postos no início de 2025.

Publicidade


Dweck afirmou que há a possibilidade de realizar novos concursos unificados, mas que não há uma definição. "Temos estudado para tornar o CNU algo perene. Estamos avaliando, mas ainda não temos uma data", disse.


Ao mesmo tempo, ela afirmou que a pasta deve autorizar novos concursos em 2024, além do exame unificado. "A gente deve autorizar novos concursos e estamos estudando se serão feitas de forma individual ou em um concurso unificado, se tiver número de vagas suficientes".

Publicidade


SEM MUDAR LOCAL POR CAUSA DA MADONNA


O concurso nacional será aplicado em 228 cidades do país para 2,1 milhões de inscritos, que disputam 6.640 vagas em vários órgãos públicos.

Publicidade


A prova será realizada em 5 de maio em dois horários diferentes. A prova da manhã começará às 9h (horário de Brasília), com a abertura dos portões às 7h30 e o fechamento será 8h30. A duração será de 2h30. No mesmo dia será realizada a segunda prova, que começará às 14h30, com os portões abrindo às 13h e fechando às 14h. Os concorrentes terão 3h30 para entregar o teste.


Em 29 de abril será divulgado o cartão de confirmação e o candidato saberá o local de prova. "Recomendamos que a pessoa vá antes ao local para saber como chegar e ir com antecedência no dia para não ter aquela cena de Indiana Jones de pessoa se jogando no portão", brincou a ministra.

Publicidade


Dweck afirmou ainda que não será possível o candidato mudar o local de prova. "A gente vem brincando que, por causa do show da Madonna, tem gente querendo mudar o local de prova para o Rio, mas quem não optou pelo Rio não pode corrigir", disse a ministra, referindo-se ao fato de a cantora realizar um show na praia de Copacabana em 4 de maio, véspera da prova do concurso.


CANDIDATOS JÁ APROVADOS TOMARÃO POSSE NESTE ANO


A ministra também prometeu na entrevista dada nesta manhã que todas as pessoas que foram aprovadas em concursos realizados em anos anteriores e têm vaga garantida serão convocadas ainda neste ano.


"Todas as vagas previstas no edital para entrada com vagas garantidas serão feitas neste ano. Cada uma tem um calendário e seguiremos ele", destacou Dweck, sem especificar quais concursos estavam sendo mencionados.


Imagem
Embratur terá 80 vagas em primeiro concurso após virar agência
A Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo) fará seu primeiro concurso público desde que virou agência, em 2020
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade