28/09/20
°/°
PUBLICIDADE
Saiba mais

Governo nomeia 69 professores para UEL

O governador Carlos Massa Ratinho Júnior assinou, nesta quinta-feira (12), a autorização para nomeação de 263 docentes para as Universidades Estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste), do Norte do Paraná (UENP) e do Paraná (Unespar). De acordo com a autorização, a UEL receberá 69 professores; a Unioeste, 59; UEM (55); UEPG (47); Unespar (21) e UENP (12).

UEL


Os 69 professores nomeados para a UEL se referem aos aprovados em concurso público realizado em 2015, para várias áreas do conhecimento. De acordo com informações da Prorh (Pró-reitoria de Recursos Humanos), o concurso ofertou ao todo 88 vagas. Todas as etapas do certame foram cumpridas como seleção, homologação, convocação e processo de nomeação. Alguns candidatos, no entanto, conseguiram a nomeação definitiva junto à Justiça. Os demais foram nomeados oficialmente nesta quinta-feira e devem iniciar as atividades o mais breve possível, atendendo aos nove Centros de Estudos.

Saulo Ohara/Grupo Folha
Saulo Ohara/Grupo Folha


"O ato do Governador é de fundamental importância para resolver um tema que se arrastava desde o ano de 2014, reforçando a confiança que o governo tem no trabalho das universidades e a importância das instituições. A ação também garante que as universidades estaduais cada vez mais possam se conectar com as demandas regionais, induzindo e promovendo o desenvolvimento do Estado", destacou o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.

Durante a cerimônia, o governador também anunciou o recredenciamento institucional da UEM, UEL, UEPG, Unicentro e Unioeste. O procedimento, que é requerido pelo Conselho Estadual de Educação e coordenado pela Seti (Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior), ocorre a cada dez anos e busca garantir a continuidade das ações de ensino, pesquisa, extensão e inovação tecnológica ofertadas pelas instituições.

Para receber o recredenciamento as universidades passam por uma avaliação que envolve quatro etapas: Organização Institucional; Políticas, Normativas e Práticas Institucionais para o Ensino (Graduação e Pós-Graduação), Pesquisa e a Extensão; Corpo Social; e Infraestrutura. As comissões de avaliação são formadas por membros que possuem experiência e vivência no meio acadêmico.

O ato de recredenciamento marca a inserção formal das universidades dentro da nova regulação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996. A Seti constituiu comissões verificadoras com professores experientes que avaliaram as 5 universidades resultando em um parecer favorável ao recredenciamento. "O processo também foi importante para promover debates internos sobre os rumos que as universidades devem seguir nos próximos anos", destacou o superintendente Aldo Bona.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Aulas suspensas
Com nova rotina, campus da UEL muda paisagem e recebe animais silvestres
28 SET 2020 às 17h49
2º semestre de 2020
Inscrições para bolsas remanescentes do ProUni terminam quarta-feira
28 SET 2020 às 14h37
Ensino superior
Vestibular Unicamp tem recorde de candidatos de escola pública
28 SET 2020 às 14h24
Em visita ao IFPR
Em Londrina, ministro da Educação reafirma ser favorável ao retorno das aulas presenciais
27 SET 2020 às 17h47
Projeto
Universitários abordam a escolha da profissão para estudantes do ensino médio
24 SET 2020 às 17h34
Financiamento
Estudantes com Fies podem suspender pagamentos até o fim da pandemia
24 SET 2020 às 15h31
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados