Pesquisar

Canais

Serviços

Arquivo/COM UEL
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Baixo número de inscritos

UEL prorroga até dia 22 de novembro as inscrições para o Vestibular 2022

Redação Bonde com Agência UEL
29 out 2021 às 17:32
Continua depois da publicidade

A Cops (Coordenadoria de Processos Seletivos) da UEL (Universidade Estadual de Londrina) prorrogou as inscrições para o Vestibular 2022 para o próximo dia 22 de novembro como forma de facilitar o pagamento do valor da taxa, já que muitas famílias de vestibulandos têm previsão de recebimento a partir do quinto dia útil do mês. Inicialmente o prazo terminaria no dia 3 de novembro. Com a prorrogação, candidatos terão mais 19 dias para fazer a inscrição, no site da Cops – Vestibular 2022/Inscrições.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


A taxa custa R$ 140,00 e poderá ser quitada junto à rede bancária até 23 de novembro, dia posterior ao final do novo prazo. A Cops orienta que, para os candidatos que já fizeram a inscrição e não fizeram a quitação, será necessário realizar a reimpressão do boleto após o dia 3 de novembro para que seja gerado um outro com a nova data.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Além de proporcionar maior facilidade para os candidatos, a prorrogação busca também oportunizar que mais estudantes do Ensino Médio priorizem o acesso ao Ensino Superior. A pandemia e o ensino remoto trouxeram sérias consequências para a escola e ao ensino, com consequente desinteresse do jovem para o Vestibular. Esse comportamento ficou evidente no baixo volume de inscritos para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) desta edição e de várias Universidades de renome no país.


Na UEL, o volume de inscritos vinha da mesma forma se mostrando inferior em comparação a 2020, quando foram registrados 27.432 candidatos. Desde 2015 a Universidade soma mais de 21,8 mil inscritos, se configurando como um dos vestibulares mais prestigiados do país. Segundo o reitor da UEL, Sérgio Carvalho, a prorrogação do prazo representa uma forma de apoiar os vestibulandos nesse momento de dificuldade.


Ele lembra que a missão institucional de uma Universidade pública é apontar soluções para a sociedade, sobretudo nos momentos de crise. “A UEL vai somar esforços nos próximos anos para recuperar o desenvolvimento econômico, social e cultural de Londrina, do Paraná e do Brasil sendo que uma das formas é continuar abrindo vagas públicas e gratuitas nos cursos de graduação para os nossos jovens. Esse momento de inscrição do vestibular é crucial para a vida desses jovens e de suas famílias pois é a oportunidade de entrar em um curso que abrirá novas perspectivas. Um curso superior é uma das portas para a manutenção e melhoria das condições de vida das pessoas”, definiu.

Continua depois da publicidade


Para a Coordenadora de Processos Seletivos da UEL, professora Sandra Garcia, o desânimo dos estudantes do Ensino Médio se justifica no mal aproveitamento das aulas remotas, em comparação à aprendizagem desenvolvida em atividades presenciais. 


Na grande maioria das escolas públicas, as aulas foram retomadas no segundo semestre (agosto) a partir da vacinação da maioria dos professores e da consequente redução do índice de transmissão do novo Coronavírus. A professora explica que nem todos os estudantes tiveram condições materiais para ter um bom aproveitamento das aulas remotas, com uso de boa Internet, celulares ou computadores.


Outra questão que interfere diretamente, lembra a professora, é a própria crise financeira, provocada pela alta dos preços de alimentos, combustível e até das taxas públicas. Com isso, muitos estudantes estão buscando realizar menos vestibulares em 2022 do que em comparação a anos anteriores. 


Há casos ainda de jovens que já estão inseridos no mercado de trabalho para ajudar na composição da renda familiar. Nesses casos, a possibilidade de entrar para uma Universidade Pública deixou de ser a prioridade.


Prova em um único dia: 6 de março - Como no concurso passado, a versão 2022 do Vestibular da UEL considera os protocolos sanitários e será realizado em fase única, marcada para 6 de março do ano que vem. Estão sendo oferecidas 2.509 vagas, mais 616 pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), totalizando 3.125, em 52 cursos de graduação.


A prova será dividida em duas partes. A primeira com 36 questões objetivas sobre Conhecimentos Gerais relacionados ao conteúdo do Ensino Médio; 10 de Língua Portuguesa e Literatura em Língua Portuguesa, e quatro de Língua Estrangeira (inglês, espanhol ou francês). A segunda parte será composta pela redação, uma produção textual em prosa.


Ano Letivo – os candidatos aprovados no Vestibular de março iniciam o ano letivo a partir de agosto de 2022. A UEL definiu que as atividades presenciais serão retomadas integralmente a partir de 24 de janeiro, quando os mais de 13 mil estudantes de graduação iniciam o segundo semestre de 2021.


A Coordenadora da Cops lembra que a Universidade oferece uma série de serviços para melhorar não só o aprendizado de seus alunos, mas outros aspectos da vida acadêmica como bibliotecas devidamente equipadas com livros e equipamentos de informática, assistência à saúde, Moradia Estudantil, Restaurante Universitário, além de adotar outras medidas de permanência como bolsas de estudos.


Todo esse trabalho está amparado pela Prograd (Pró-reitoria de Graduação), Núcleo de Acessibilidade e  Sebec (Serviço de Bem Estar à Comunidade) da UEL. O objetivo é apoiar o estudante, garantindo as condições socioeconômicas para que ele possa concluir os estudos e participar ativamente da vida acadêmica, envolvido em projetos de ensino, pesquisa e extensão.

Continue lendo