Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Rivais e concorrentes

Anitta e Bolsonaro participam de podcasts nesta segunda; saiba a audiência e os assuntos abordados

Bruno Souza - Estagiário*
09 ago 2022 às 14:05
- Reprodução/ Twitter
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Dois dos mais populares podcasts do Brasil entrevistaram, nesta segunda-feira (8), dois nomes antagônicos e populares no país. O Pod Delas, apresentado por Tata Estaniecki e Bruna Unzueta, recebeu a cantora Anitta. Já o Flow Podcast, comandado por Igor Coelho, convidou o presidente da República Jair Bolsonaro, que concorre à reeleição.


Quem assistiu aos programas, transmitidos ao vivo pelo YouTube, pôde perceber a audiência em tempo real. Enquanto o Flow Podcast registrava média de 500 mil pessoas acompanhando, o Pod Delas registrava cerca de 100 mil conectados. Até por volta das 15h desta terça-feira (9) o episódio que teve a participação de Bolsonaro registrava 7,1 milhões de visualizações. Já o programa que recebeu Anitta, 1,1 milhão. Vale ressaltar que o podcast apresentado por Igor Coelho é mais conhecido na internet: tem 4,1 milhões de inscritos e 532,2 milhões de visualizações acumuladas. Já o de Tata e Bruna, além de ser três anos mais novo, tem 1,8 milhão de inscritos e 123,9 milhões de visualizações acumuladas.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os nomes de Anitta e Bolsonaro entraram nos trending topics do Brasil, mas a cantora alcançou o topo dos assuntos mais comentados no país. Bolsonaro esteve ao vivo por cinco horas e 21 minutos; Anitta pela metade do tempo, duas horas e 41 minutos.

Leia mais:

Imagem de destaque

Morre Wilsinho Fittipaldi, ícone do automobilismo brasileiro, aos 80 anos

Imagem de destaque
4 anos e meio de prisão

Condenação de Daniel Alves é medida exemplar contra o machismo, diz vice-presidente da Espanha

Imagem de destaque
Relação não foi consentida

Daniel Alves: Ex-jogador é condenado a 4 anos e meio por estupro

Imagem de destaque
José Leonardo

É menino! Zé Felipe e Virgínia anunciam sexo do 3º filho


Marketing, sucesso e política

Publicidade


Entre os assuntos mais populares tratados por Anitta no podcast estão as propagandas dos seus diversos produtos. A cantora utilizou boa parte do tempo da entrevista para falar de sua nova aposta: o perfume íntimo Puzzy. Ela convidou a sua sócia para contar como foi o desenvolvimento do produto e como usá-lo. Anitta também citou o seu perfume corporal, a sua marca de comidas veganas e o seu desodorante.


Outro assunto abordado foi o seu sucesso mundial. Criticando de maneira velada a gravadora Warner Music, ela disse que ninguém queria investir no hit Envolver, que, após insistência, foi lançado e alcançou o topo do Spotify mundial. Anitta também comemorou a sua indicação ao prêmio internacional VMA e demonstrou interesse em fazer um álbum só em português e outro só em espanhol.

Publicidade


O ponto mais comentado entre os internautas foi o áudio de Lula para Anitta. O ex-presidente do Brasil e candidato nas eleições de 2022 declarou: "Anitta, se cuida. Tem muita gente maldosa neste país, gente que não consegue compreender o seu sucesso". A cantora, ainda, convidou, com o apoio das apresentadoras, o presidenciável para participar do podcast em outra oportunidade.


Reeleição, combustível e urnas

Publicidade


Um dos assuntos mais comentados por Jair Bolsonaro foi a sua candidatura à reeleição para presidente do país. Em um momento, Bolsonaro declarou sobre Lula: "Vamos supor que você tenha uma Ferrari. Você contrataria um motorista cachaceiro? Vai capotar na primeira curva. O Brasil é uma Ferrari".


O presidente também comentou sobre o preço da gasolina hoje no país. Segundo ele, "o povo está vibrando com a gasolina a cinco reais", devido a política de zerar o imposto federal sobre os combustíveis e a diminuição do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Publicidade


Bolsonaro também falou sobre as urnas eletrônicas. Segundo ele, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) mentiu sobre o voto impresso: "O Barroso mentiu. A PEC [Proposta de Emenda Constituciona] é bem clara. É o voto impresso ao lado da urna eletrônica, não só o impresso", comentou. Ele também afirmou que tem o desejo de implantar uma espécie de monitoria com câmeras nas eleições.


Veja abaixo os melhores momentos dos podcasts.



*Sob supervisão de Fernanda Circhia

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade