Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
'Garganta de ouro'

José Rico, da dupla com Milionário, morre aos 68 anos

Redação Bonde
03 mar 2015 às 15:40
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

José Alves dos Santos, o José Rico da dupla com Milionário, morreu nesta terça-feira (3) em um hospital de Americana, interior de São Paulo. "É impossível descrever nossa tristeza, estamos todos em estado de choque", diz a mensagem publicada no perfil oficial da dupla no Facebook, seguida de um trecho da música mais famosa da dupla, Estrada da Vida: "Mas o tempo cercou minha estrada e o cansaço me dominou, minhas vistas se escureceram e o final da corrida chegou."

A dupla se apresentaria na ExpoLondrina no dia 12 de abril. O cantor passou mal durante o dia e foi levado ao hospital de Americana. De acordo com o boletim médico, o cantor não resistiu a parada cardíaca causada por infarto do miocárdio e faleceu às 14h18.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


José Rico nasceu em São José do Belmonte, Pernambuco, em 29 de junho de 1946. O apelido veio do local onde ele passou a infância, a cidade de Terra Rica, no noroeste do Paraná.

Leia mais:

Imagem de destaque
Sobre racismo

Taís Araújo participa de debate em faculdade dos Estados Unidos

Imagem de destaque
Não apareceu

MC Kevinho é contratado para cantar em festa, mas chega após fim do evento

Imagem de destaque
18.º edição

Grammy Latino anuncia Ludmilla, Nando Reis e Tiago Iorc entre indicados

Imagem de destaque
Nos EUA

Artistas se apresentam em evento contra movimentos de extrema-direita


Em 1970, ele partiu para São Paulo, onde conheceu Romeu Januário de Matos, o Milionário. O apelido foi dado por Silvio Santos, quando a dupla se apresentou em seu show de calouros em 1973.


O sucesso veio em 1978, com "Estrada da Vida", música que virou até filme com os sertanejos interpretando eles mesmos. O disco com esta canção vendeu mais de 30 milhões de cópias.

Em 1991, depois de gravarem o 20º LP, a dupla se separou. O reencontro veio três anos depois, consolidando o apelido de "Gargantas de Ouro" do Brasil.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade