Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação
Continua depois da publicidade
6 a 8 de maio

Literatura e jornalismo são temas de oficina no Londrix

Redação Bonde com Assessoria de imprensa
01 mai 2019 às 17:39
Continua depois da publicidade

Jornalismo e literatura são temas de oficina com participação do jornalista José Maschio, convidado do Londrix, que acontece de 6 a 11 de maio de 2019. A oficina é aberta ao público e será realizada em três dias - 6, 7 e 8, das 14h às 16h, no Museu Histórico de Londrina. Na programação: análise de texto, observação na rua e entrevistas/conversas e produção do texto.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O objetivo da oficina é dar dicas para a produção de um bom texto, seja jornalístico, literário ou textos para outras finalidades. O primeiro dia começa com teoria, leitura e discussão do conto "Os anos loucos de Londrina", de 1975, do escritor João Antonio.


No segundo dia, os participantes vão às ruas observar e conversar com a população. Na última etapa, a partir da observação e conversas com a população, os participantes vão construir os textos apontando as mudanças no comportamento social dos entrevistados em relação ao período em que o autor escreveu o texto.


Maschio ressalta que a oficina é aberta a quem se interessa por literatura e jornalismo, não necessariamente precisando ser estudante. "Espero que seja prazeroso para quem participar, pois escrever é um ato de prazer", pontua ele.


José Maschio: jornalista e escritor. É autor do livro-reportagem Crônica de uma grande farsa - em parceria com Luiz Taques - e do romance Tempos de cigarro sem filtro. Foi repórter da Folha de São Paulo de 1987 até 2010, lecionou no curso de Jornalismo da UEL até 2017.

Continua depois da publicidade

João Antonio: Nasceu em 1937 e faleceu em 1996. Foi um jornalista e escritor brasileiro, criador do conto-reportagem no jornalismo brasileiro e contista que se tornou conhecido por retratar os proletáriose marginais que habitam as periferias das grandes cidades. Entre seus livros destacam-se "Malagueta", "Perus e Bacanaço", "Leão de chácara", "O, Copacabana", "Dedo-duro" e "Abraçado ao meu rancor".


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade