Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Novas versões

Além de Claudia Leitte, veja outros cantores que alteraram letras por religião

Folhapress
16 fev 2024 às 09:50
- Reprodução/Instagram
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Claudia Leitte, cristã neopentecostal que 000nos últimos dias ao trocar "Iemanjá" por "Yoshua" ao cantar a música "Caranguejo", não é a única artista brasileira que alterou trechos de canções para melhor adequá-los às próprias crenças. Roberto Carlos e Tim Maia estão entre os outros artistas que viraram assunto após modificações do tipo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Dez faixas

Luli MC lança o álbum "Pede Agô" nas plataformas digitais

Imagem de destaque
Vem aí

Anitta retoma estética funk, com pedrarias, jeans e muito brilho em capa de novo álbum

Imagem de destaque
Let's Go Grrrls 3

Projeto abre inscrições para bandas autorais de rock feminino participarem da gravação de coletânea em Londrina

Imagem de destaque
Evento gratuito

Série de palestras reúne bandas e artistas da música independente de Londrina

Duas mudanças em canções de Roberto Carlos chamam mais atenção. Em "Além do Horizonte", "de que vale o paraíso sem amor?" deu lugar a "pois só vale o paraíso com amor". Já em "Custe o que Custar", "será, meu Deus, enfim, que eu não tenho paz?" virou "somente em Deus, enfim, é que eu encontro a paz".


Tim Maia, por sua vez, alterou várias letras de um álbum em desenvolvimento ao se converter à doutrina Cultura Racional, dando origem a "Tim Maia Racional", de 1975. A doutrina está por trás de todas as faixas do álbum, como "O Grão-Mestre Varonil", sobre Manoel Jacintho Coelho, guru que inspirou Tim Maia a adotar a fé, e a muito direta "Leia o Livro Universo em Desencanto", que recomenda a leitura do livro fundamental da doutrina.

0
A cantora Joelma, por sua vez, alterou um trecho do sucesso "Príncipe Encantado" para que deixasse de fazer alusão a práticas de bruxaria. "Tentando desvendar os seus mistérios / Um copo sobre a mesa de Quijá, bola de cristal e cartas de baralho", foi substituído por "Tentando desvendar os seus mistérios / Quem sabe um sonho possa me mostrar / ou mesmo que meu coração fique em pedaços".


Imagem
Série 'Bom Dia, Verônica' ataca o conservadorismo em sua 3ª e última temporada
Quando estreou em 2020, "Bom Dia, Verônica" levou debates urgentes sobre o papel da mulher na sociedade para as telas da Netflix. Nesta semana, ao chegar à sua terceira e derradeira temporada, a série mostra que foi além, atacando o conservadorismo.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade