23/06/21
PUBLICIDADE
Em live

Ivete canta 'Emoções' para Paulo Gustavo e faz protesto contra as milhares de mortes

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram


Ivete Sangalo protestou contra as milhares de mortes causadas pela Covid-19 no Brasil durante live em comemoração ao Dias das Mães neste domingo (9). Ela mencionou também as chacinas, sem citar nenhuma específica.

"A pátria mãe Brasil perde muitos filhos em descasos, em chacinas e sem vacinas", disse.

A manifestação da cantora foi feita em uma pausa da live para homenagear o ator e humorista Paulo Gustavo, 42, de quem ela era amiga. Ele morreu em decorrência da Covid-19, após quase dois meses de internação e várias complicações. O corpo do ator foi cremado em cerimônia restrita na tarde de quinta-feira (6), no Cemitério e Crematório Alto da Colina, em Niterói, no Rio de Janeiro.

"Ele se foi e a gente perdeu a presença dele", lamentou. Para Ivete, o artista levou alegria para as pessoas, mas o seu maior propósito foi aproximar o país inteiro da dor da perda.

"Não se pode pensar nos filhos de alguém como números. Isso não dá, é muita falta de respeito", criticou a cantora, sem citar nomes. "O que poderia ser mais impactante do que milhares de vidas perdidas? Quanto mais de tudo isso vai precisar acontecer para que haja gestos de responsabilidade e empatia?"

Ivete disse que acredita no Brasil que aplaude Paulo Gustavo. Ela citou também o país da arte, da cultura, do esporte, do trabalho, do progresso e da maior floresta tropical do mundo.

"E eu acredito acima de tudo em um país de gente decente e inteligente", completou.

Após a manifestação, ela dedicou a música "Emoções", de Roberto Carlos, a Paulo Gustavo e à família dele. Ivete chorou e quase não conseguiu cantar todos os versos da canção. Revelou que, mesmo antes da morte de Paulo Gustavo, já havia prometido cantar a música para a mãe do ator, Déa Lúcia Amaral.

"Porque eu sou mãe. E sei exatamente o desejo dela", afirmou.

Em entrevista ao Fantástico, a mãe do ator também deu um tom de protesto à parte de entrevista sobre a morte do filho. "Roubar na pandemia é assassinato. Eu chorei com cada mãe. E vou continuar chorando. Mas essa luta vai ser minha. Eu vou lutar e vou falar o tempo todo", disse.
Folhapress
PUBLICIDADE
Continue lendo
Palhaços de sucesso

Empresário diz que ninguém acreditava no Patati Patatá como um negócio

23 JUN 2021 às 10h07
Gratuito!

Canto do MARL promove bate-papo on-line com a multiartista Ligia Veiga

22 JUN 2021 às 17h45
Saiba quando

Globoplay e Multishow lançam temporada inédita de Trace Trends

22 JUN 2021 às 17h15
Lançamento

Trio londrinense Mateus Gonsales Trio mostra a força da música no disco Alquimia

22 JUN 2021 às 17h00
Icônica

Meryl Streep comemora 72 anos; Confira dez filmes marcantes de sua carreira

22 JUN 2021 às 15h30
'Nenhuma mensagem'

Marido de Ana Maria Braga afirma ter ficado surpreso com término

22 JUN 2021 às 15h15
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados