26/01/21
PUBLICIDADE
Se aventurando

Jogo de identidades inspira musical 'Lili Marlene' do estilista Fause Haten

Amante do teatro, o estilista Fause Haten encontrou uma maneira coerente e agradável para se aventurar no palco. Primeiro, começou criando elegantes figurinos para musicais como O Médico e o Monstro (2010); em seguida, estreou o próprio texto como autor e performer em 2014, com A Feia Lulu - movido pela segurança, Haten criou uma peça em que se colocava no centro da montagem. O grande passo será finalmente dado nesta terça-feira, 16, às 21 horas, quando estrear Lili Marlene, Um Musical, no Teatro Eva Herz.

Dirigido e estrelado por ele, em parceria com André Cortada, o espetáculo relata a vida de um ator transformista. "Preciso ressaltar que não se trata de um texto sobre Marlene Dietrich", conta Haten, buscando desfazer uma natural conclusão, uma vez que a canção Lili Marlene tornou-se um standard da atriz e cantora. Na verdade, a trama é mais instigante. Haten conta que a ideia surgiu quando viu um vídeo no qual Marlene, além de interpretar a música, contava detalhes sobre sua vida e carreira.


LILI MARLENE, um Musical Teatro Eva Herz às terças e quartas 21h. CURTA TEMPORADA a partir de 16 de maio INGRESSOS A VENDA NO TEATRO ou www.ingressorapido.com.br Direção, texto e letras Fause Haten, Direção musical e músicas de @andrecortada Assistência de Direção Richard Luiz @prototipofilme Direção de movimentos Luis Ferron I luminação de Caetano Vilela @viralata Direção de Produção Henrique Mariano @henriquemariano Produção Executiva @annapaulamota Direção de arte e fotos @saopaulocabral edição @carlois make @labellebeauty Assessoria em Vídeo Cenário de @andre_ha_prod Com @gabrielconti @marcosmagaldi @raphaelcoelho #fausehaten #lilimarlene #teatro #musical #teatromusical #performance #teatroevaherz #conjuntonacional #avenidapaulista #paulista #livrariacultura #cultura

Uma publicação compartilhada por Fause Haten (@fausehaten) em




"Percebi que ali havia muitos detalhes para uma dramaturgia", lembra Haten que, aos poucos, foi rascunhando uma história. Começa com Lili, neto de Marlene, atriz hollywoodiana dos anos 1930.

Rejeitado pelo pai na infância, ele decide fugir de casa quando está com 13 anos, deixando Berlim rumo a Paris. Lá, aos 18, alcança a fama ao dublar a avó, sem que ninguém desconfiasse de seu parentesco. A história sofre um novo salto e, aos 30 anos, Lili já é o sacerdote de uma religião nos Estados Unidos, para onde decidiu se mudar. Finalmente, a trama chega aos dias atuais, quando Lili, já afastado da igreja, faz um relato de sua saga.

O jogo de identidades marca Lili Marlene, cujas canções o transforma em um ágil musical pop rock - os músicos fazem rápidas trocas de instrumentos, do piano para a guitarra, sempre se adaptando à voz de barítono de Haten que, com esse espetáculo, conquistou uma certeza: "Gosto de atuar, mas descobri que só me sinto seguro e à vontade em espetáculos moldados à minha figura. Não tenho condições de participar de musicais já prontos".
Agência Estado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
BBB 21

Mais uma cunhada?, brinca Cleo sobre casal Fiuk e Juliette no BBB

26 JAN 2021 às 11h06
Começou!

Nego Di e Lucas Penteado ganham prova de imunidade no BBB 21

26 JAN 2021 às 09h44
Saiba mais

Brasileira Dayane Mello é a primeira finalista do Big Brother da Itália

26 JAN 2021 às 09h08
O Pai tá on?

Neymar diz que deseja namorar em 2021 e brinca: 'Só falta ela saber'

26 JAN 2021 às 08h34
Saiba mais

Após confirmar saída de Faustão, Globo diz que Domingão terá melhor temporada

26 JAN 2021 às 07h31
BBB21

Pocah, Carla Diaz e Viih Tube lideram popularidade digital

25 JAN 2021 às 17h20
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados