Pesquisar

Canais

Serviços

Carioca

Flamengo de Tite é campeão com golaço de Bruno Henrique contra Nova Iguaçu

Luiza Sá e Fábio Donato - UOL/Folhapress
08 abr 2024 às 09:20
- Gilvan de Souza/CRF
Publicidade
Publicidade

O Flamengo se aproveitou da vantagem, fez jogo seguro e contou com gol de Bruno Henrique para confirmar o título carioca na vitória por 1 a 0 sobre o Nova Iguaçu neste domingo (7), no Maracanã. A primeira partida terminou 3 a 0 para o rubro-negro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Veja a nota do atacante

Gabigol é multado e perde a 10 do Fla após foto com camisa do Corinthians

Imagem de destaque
Sedes

Veja os estádios que receberão jogos da Copa do Mundo feminina 2027

Imagem de destaque
Entenda

Reformulação no Palmeiras contará com reforço de peso e zagueiro talentoso

Imagem de destaque
De acordo

São Paulo: Lucas revela conversa com Zubeldía e onde vai jogar com técnico

O título carioca é a primeira conquista estadual do técnico Tite no comando do Flamengo. O treinador já havia conquistado a Taça Guanabara e confirmou o 38º título carioca do rubro-negro.

Publicidade


O Fla segue sendo o maior campeão carioca. O clube volta a conquistar um título depois de dois anos perdendo na decisão e chega aos 38 no total. O Fluminense, em segundo, tem 33.


O Flamengo termina o Campeonato Carioca com apenas um gol sofrido. Sob o comando de Tite, o time sequer foi vazado. O Nova Iguaçu, ainda na Taça Guanabara e contra o time alternativo, foi responsável pelo único gol contra. O rubro-negro também teve o melhor ataque da competição, com 28 gols marcados.

Publicidade


O Flamengo volta a campo na quarta-feira, às 21h30, diante do Palestino. O jogo é pela Libertadores, no Maracanã. O Nova Iguaçu aguarda a estreia na Série D no final deste mês diante do Democrata.


O Fla preparou um mosaico para a entrada dos jogadores em campo. Com a campanha "Erga o Manto", falada ao longo da semana, uma camisa gigante foi levantada na arquibancada.

Publicidade


Os torcedores demonstravam confiança antes da partida. Vários já compraram as faixas de campeão antes mesmo de a partida começar acreditando na boa vantagem conquistada na ida.


Rossi recebeu uma homenagem do Fla antes de a bola rolar. O goleiro ganhou uma placa pelos 1.134 minutos sem sofrer gols, a maior de um arqueiro com a camisa do clube.

Publicidade


Como foi o jogo


O Nova Iguaçu tentou ficar no campo de ataque nos primeiros minutos da partida para arriscar. Ousado e precisando marcar gols, o time da Baixada foi mais perigoso no contexto geral do primeiro tempo, mas os 45 minutos iniciais deixaram a desejar para ambos. O técnico Carlos Vitor teve uma baixa importante: herói na semifinal contra o Vasco, Bill sentiu aos oito minutos e tentou voltar duas vezes, mas não aguentou ficar e precisou ser substituído. Ele já havia perdido Carlinhos, outro destaque, que sentiu um desconforto na região posterior da coxa direita no aquecimento.

Publicidade


Pelo outro lado, um Flamengo mais devagar e com maior posse de bola. Pouco criativo, o rubro-negro teve dificuldades de furar a defesa adversária a maior parte do tempo. Com boa vantagem no placar, o time de Tite fez o suficiente para controlar o ritmo de jogo e manter a boa vantagem. Só nos minutos finais o rubro-negro assustou de fato e teve boas chances de abrir o placar.


O Flamengo começou mais perigoso o segundo tempo e aproveitou o lado esquerdo. Cebolinha logo colocou uma bola na trave e o time parecia mais conectado, dificultando a saída de bola do adversário com a marcação mais alta. Foram algumas boas chances que levantaram a torcida. Os rubro-negros também celebraram muito a entrada de Bruno Henrique, pedido em coro instantes antes de ser chamado por Tite.

Publicidade


O segundo tempo acabou sendo mais tranquilo que o primeiro para o Fla. O Nova Iguaçu perdeu Marllon também lesionado e teve problemas para ficar com a bola no pé e se arriscar. Enquanto isso, Tite tirou Arrascaeta e Cebolinha para descansar os dois e pensar na Libertadores. Bruno Henrique marcou o dele pouco depois de entrar para deixar tudo ainda mais garantido.


Lances importantes

Perto. Aos cinco minutos, Albert arriscou da entrada da área e Rossi espalmou para escanteio.


Perigo. Aos 16, após lançamento longo, Lucas Campos tocou de cabeça para Xandinho, que tentou tirar de Rossi, mas mandou por cima do gol.


Uh. Aos 19, Xandinho recebeu com liberdade e cruzou pela esquerda no meio da área. Fabrício Bruno chegou para fazer o corte preciso.


Assustou. Aos 20, Varela recebeu pela direita e cruzou buscando Arrascaeta. A defesa afastou e jogou para escanteio.


Saiu. Aos 41, Yago cobrou falta, Gabriel Pinheiro subiu e cabeceou para fora. No lance seguinte, Xandinho fez fila, mas chutou em cima da defesa.


Tirou. Aos 43, Ayrton Lucas cruzou na área. De la Cruz escorou e Cebolinha tentou de primeira. A bola explodiu em Gabriel Pinheiro e saiu pela linha de fundo.


Que isso. Aos 47, o Flamengo chegou. Após jogada de Ayrton Lucas, Cebolinha recebeu na área e chutou colocado, mas acertou o travessão de Fabrício.


Salvou. Aos 49, o Flamengo chegou pela esquerda com perigo. Cebolinha achou Arrascaeta, que invadiu a área e chutou colocado. Fabrício fez grande defesa.


Incrível. Aos dois minutos do segundo tempo, Cebolinha carimbou mais uma vez a trave do goleiro do Nova Iguaçu após receber de Ayrton Lucas.


Por fora. Aos cinco minutos, Gabriel Pinheiro errou na saída de bola, Pedro deu o passe de primeira e Arrascaeta encheu o pé. O uruguaio, porém, acertou a rede pelo lado de fora.


Chegou. Aos nove, Xandinho fez jogada individual, saiu da esquerda para o meio e chutou com efeito, assustando Rossi.


Chegou perto. Aos 14, Pedro conduziu e tentou cruzar na área. Cebolinha pegou a sobra, driblou e rolou para De la Cruz, que tentou fraquinho. A bola passou pelo goleiro, mas Yan Silva fez o corte providencial.


1x0. Aos 29, Léo Pereira fez lançamento para Ayrton Lucas, que cruzou para trás e viu Bruno Henrique pegar de primeira para abrir o placar.


FICHA TÉCNICA


FLAMENGO 1x0 NOVA IGUAÇU

Final do Carioca
Data e hora: 7 de abril de 2024, às 17h
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Bruno Mota Correia
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Luiz Claudio Regazone
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Cartões amarelos: Léo Pereira (FLA), Lucas Campos, Sérgio Raphael, Lucas Cruz (NIG)
Cartões vermelhos: não houve
Público: 65.757 torcedores
Gols: Bruno Henrique (aos 29 minutos do segundo tempo)


Flamengo: Rossi, Varela (Evertton Araújo), Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Erick Pulgar (Igor Jesus), De la Cruz (Victor Hugo) e Arrascaeta (Allan); Luiz Araújo, Everton Cebolinha (Bruno Henrique) e Pedro. Técnico: Tite.


Nova Iguaçu: Fabrício, Yan Silva (Fernandinho), Gabriel Pinheiro, Sérgio Raphael e Maicon Esquerdinha; Igor Guilherme (Ronald), Albert e Yago (Lucas Cruz); Bill (Lucas Campos), Xandinho e Marllon (João Victor). Técnico: Carlos Vitor.


Imagem
Palmeiras volta a virar final, derruba Santos e leva primeiro tri paulista após 90 anos
O Palmeiras repetiu, na noite de domingo (7), o que havia feito nos dois anos anteriores e conquistou o Campeonato Paulista após uma derrota no primeiro jogo da final.
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade