Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Crise?

Padre Marcelo Rossi reza missa no Corinthians

Agência Estado
08 jun 2012 às 16:37
Publicidade
Publicidade

O Corinthians encontrou na fé uma saída para a fase crítica. Mas, diferentemente de outros tempos, nos quais o time ia até a cidade de Aparecida, no interior de São Paulo, para rezar, agradecer ou pedir proteção, desta vez a missa aconteceu na capela do CT do Parque Ecológico.

O padre Marcelo Rossi, corintiano fanático e muito amigo do técnico Tite, foi convidado para inaugurar o templo ecumênico do clube. Veio e, por cerca de meia hora, foi o responsável por celebrar a missa para os jogadores, a comissão técnica e até a diretoria do clube. Por cerca de 30 minutos, rezaram um Pai Nosso e uma Ave Maria e ainda viram o padre ler uma passagem da Bíblia. Por fim, ele ainda abençoou a todos, um a um.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A iniciativa de levar o padre surgiu em comum acordo entre o treinador e o presidente Mário Gobbi. Tite é muito religioso, costuma rezar no vestiário antes dos jogos e todas às quintas-feiras vai à missa das 19 horas.

Leia mais:

Imagem de destaque

Palmeiras assina com promessa e fixa multa em R$ 600 mi

Imagem de destaque
Envolvimento com apostas

O que trava a negociação para a volta de Paquetá ao Flamengo

Imagem de destaque
Alívio

Como foi a maratona caótica de 1 mês do Corinthians até finalmente sair do Z4

Imagem de destaque
Passou Abel

Veja o que Zubeldía, do São Paulo, fez para se tornar o rei dos cartões


Gobbi começou a gostar da ideia de abençoar os jogadores e também o clube desde a semana quando, ao lado do treinador, visitou o Santuário Mãe de Deus em Interlagos, onde o padre ministra suas missas. Na oportunidade, o mandatário levou uma camisa do clube para Marcelo Rossi.

Apesar da visita de um padre católico, o templo do CT corintiano é destinado a todas as religiões. Mas, mesmo assim, os jogadores de outras religiões, como os evangélicos, fizeram questão de participar do evento. Resta saber se a bênção conseguirá fazer os jogadores marcarem mais gols e voltarem a jogar bom futebol.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade