Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Brasileirão

Palmeiras encara má fase para iniciar a reabilitação

Agência Estado
09 jun 2012 às 08:59
Publicidade
Publicidade

As próprias dificuldades vão ter que ser as armas motivadoras para o Palmeiras reagir no Campeonato Brasileiro. O ponto de partida escolhido pelos jogadores é o jogo deste sábado (9), às 21 horas, contra o Atlético Mineiro, no Pacaembu, pela quarta rodada. Pesam contra a iniciativa de arrancada a má campanha na competição, o fato de enfrentar Ronaldinho Gaúcho - reforço que chegou a ser cogitado no time paulista -, e o revés mais recente: a ausência da camisa 10 Valdívia, liberado depois de sofrer um sequestro relâmpago.

"Temos que conseguir a vitória de qualquer jeito", resumiu o atacante Maikon Leite. O diretor de futebol, César Sampaio também reforçou o recado: "os jogadores sabem que nós (diretoria) esperávamos mais e eles também. A hora agora é de falar o mínimo possível e corrigir os erros. A maior resposta é dentro de campo".

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A disposição no time vale para reverter as três primeiras rodadas pífias. O único ponto somado coloca o time na zona de rebaixamento e com segundo pior começo de Brasileirão da história, atrás apenas de 2006. Uma vitória também dá mais ânimo para o time enfrentar o Grêmio na próxima quarta-feira, em Porto Alegre, pela semifinal da Copa do Brasil.

Leia mais:

Imagem de destaque
Saiba mais

Romário tinha atalho para escapulidas e deu roupa para não apanhar em 1994

Imagem de destaque
Conheça a história:

Seleção cravou valor do bicho pelo tetra em guardanapo após trauma de briga

Imagem de destaque
Entenda

Por que o Flamengo pensa em ter um clube na Europa e tem Portugal como alvo

Imagem de destaque
Confusão

Caos na Copa América gera pressão da Fifa em Miami sobre Mundial de Clubes


A chance de reabilitação é voltar a jogar em casa depois de duas rodadas como visitante. O time tem tarefa difícil diante do Atlético, equipe que foi campeã estadual e tem apenas uma derrota no ano. Para completar, vem com o ânimo extra pela estreia do meia Ronaldinho Gaúcho. "Ele é um grande jogador e isso motiva ainda mais a ter cuidado pelo respeito que tem e as conquistas que teve no futebol", afirmou o volante Márcio Araújo, um dos prováveis marcadores do ex-melhor do mundo. A promessa do palmeirense é não dar espaços.

Publicidade


A véspera do jogo foi conturbada no Centro de Treinamento do Palmeiras, quando foi confirmada a ausência da partida do camisa 10, o chileno Valdivia. Na noite anterior, ele e a esposa sofreram um sequestro relâmpago. O clube liberou o atleta, que viajou ao Chile e retorna apenas na segunda.


Só que mesmo essa última má notícia foi encarada como outro ingrediente para a reação. "Esse episódio não vai causar abalo. Esperamos que os atletas se motivem ainda mais para dedicar a vitória ao Valdivia", cobrou César Sampaio.

Mas o time que joga para tentar melhorar no Brasileirão é um mistério. No treino desta sexta, o time optou por se proteger da chuva e do frio e trabalhou no ginásio fechado. Com isso, o técnico Luiz Felipe Scolari mantém a surpresa sobre a escalação, principalmente se vai continuar com o esquema de três atacantes usado no último jogo. A vaga de Valdivia no meio de campo deve ser ocupada por Felipe.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade