Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Revitalização da região

Rio de Janeiro desapropria imóvel para construir estádio do Flamengo

Agência Brasil
24 jun 2024 às 17:37
- Alexandre Vidal/Flamengo
Publicidade
Publicidade

A prefeitura do Rio de Janeiro publicou, nesta segunda-feira (24), o decreto que desapropria um imóvel na zona portuária da cidade para a construção do estádio do Clube de Regatas Flamengo. O terreno, onde funcionava o Gasômetro, um complexo de armazéns de gás natural, fica próximo à Rodoviária Novo Rio e ao lado do terminal intermodal Gentileza.


O clube já vinha negociando há alguns anos com a Caixa Econômica Federal, proprietária do terreno. A prefeitura decidiu intervir para acelerar as conversas e garantir que o estádio possa ser construído ali.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


“Os clubes cariocas, especialmente os quatro grandes, têm uma importância enorme para a economia do Rio de Janeiro”, disse o prefeito Eduardo Paes, em vídeo divulgado nas suas redes sociais neste domingo (23).

Leia mais:

Imagem de destaque
Aposentado

Ex-Flamengo, Diego brinca sobre vida de 'pai de jogador'

Imagem de destaque
Campeonato Brasileiro

Londrina EC vai em busca da reabilitação no estádio do Café

Imagem de destaque
Em entrevista

Casares diz que dupla do São Paulo estava na mira da seleção de Dorival

Imagem de destaque
Emiliano

Filho de Ramón Díaz facilita adaptação no Corinthians


“O estádio é importante para a revitalização daquela região da cidade. O Flamengo não vai fazer só um estádio. Ali vai ser um lugar de entretenimento. Vai ter um centro de convenções, já exigi isso do Flamengo. Tem um caminho a percorrer. Ainda não está tudo resolvido, mas estamos trabalhando. Vamos trabalhar junto com a direção do Flamengo”.

Publicidade


Por meio de nota, o clube parabenizou a decisão da prefeitura em fazer a desapropriação.


“A decisão do prefeito Eduardo Paes reconhece o interesse público envolvido e propicia um passo importantíssimo na realização do projeto para erguer o estádio próprio do Flamengo, sonho de toda a nação rubro-negra. A diretoria do Flamengo tem plena consciência da importância desta obra tanto para o nosso clube como também para a revitalização de uma das mais tradicionais áreas de nossa cidade”, informa a nota.


Ainda segundo o clube, o projeto “prevê um enorme investimento financeiro no local, capaz de ajudar na transformação de toda a região do entorno do novo estádio, valorizando em muito a área e entregando para a nossa cidade um novo e moderno espaço, tanto de entretenimento quanto comercial”.


O Flamengo tem um campo de futebol com arquibancada em sua sede, na Gávea, na zona sul da cidade, mas que não é usado para jogos de futebol profissionais. O clube usa atualmente o estádio do Maracanã, a arena estadual, cuja administração da concessão é compartilhada entre flamenguistas e o Fluminense Football Club.


Imagem
Queniano e ibiporãense conquistam o ouro na Maratona de Londrina
O queniano Kering Kipchumba e a ibiporãense Renata Moreno dos Santos foram os grandes vencedores dos 42 quilômetros da Maratona de Londrina, garantindo o lugar mais alto do pódio, neste domingo (23).
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade