Pesquisar

Canais

Serviços

Em casa

São Paulo sofre, mas marca dois no fim e vence Cobresal na Libertadores

Eder Traskini - UOL/Folhapress
11 abr 2024 às 08:10
- Rubens Chiri e Paulo Pinto/Saopaulofc
Publicidade
Publicidade

O São Paulo venceu o Cobresal (CHI) por 2 a 0 na noite desta quarta-feira (10), no MorumBIS, pela segunda rodada da fase de grupos na Copa Libertadores.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Incertezas

Flamengo regride e terá panela de pressão no Maracanã com sequência em casa

Imagem de destaque
Corrigindo da rota

Corinthians avança tapando buracos e já cria expectativa por novos reforços

Imagem de destaque
Sonho distante

Alex Sandro no São Paulo? Operação parece com a de Lucas, que pode ajudar

Imagem de destaque
Copa América

Seleção colombiana desfalca 6 times do Brasil com convocação para amistosos

Os gols foram marcados por André Silva e Calleri já no fim. O Tricolor demorou mais de 80 minutos para conseguir superar o goleiro Requena, em noite inspirada.

Publicidade


O Tricolor dominou o jogo durante os 90 minutos, mas demorou a conseguir abrir o placar. O time teve várias chances, mas esbarrou em boa atuação do goleiro Requena.


A vitória alivia um pouco a pressão sobre o técnico Thiago Carpini. A temperatura havia subido contra o treinador após a derrota para o Talleres (ARG).

Publicidade


Com o resultado, o São Paulo chegou a três pontos no grupo B da competição. Talleres e Barcelona de Guayaquil completam a rodada jogando no Equador.


O Tricolor volta a campo neste sábado (13), às 21h, quando recebe o Fortaleza pela primeira rodada do Brasileirão, no MorumBIS. A próxima rodada da Libertadores ficou para o fim do mês, no dia 25, quando o Tricolor visita o Barcelona (EQU).

Publicidade


Carpini entrou em campo com mudança no esquema tático, montando a equipe no 3-5-2. A novidade era Michel Araujo na ala esquerda, muito pelas lesões dos três pontas que mais atuaram na temporada: Lucas, Wellington Rato e Ferreira. Com o desenho, Luciano e Calleri atuaram como dupla de ataque e James solto como um camisa 10.


Antes do jogo, as torcidas organizadas do São Paulo gritaram o nome do treinador, mas o estádio respondeu de forma tímida e, logo depois, iniciou um grito de "ole ole ole, Telê, Telê".

Publicidade


O Tricolor se comportou bem em campo e dominou a partida durante os 90 minutos. O time de Carpini criou diversas chances de gol desde os minutos iniciais, mas demorou a conseguir vencer o goleiro Requena. A bola só foi entrar quando Michel Araujo dividiu com o goleiro e a bola sobrou para André Silva marcar.


O gol abriu caminho para que a vitória se consolidasse minutos depois e em falha do próprio Requena. Calleri cabeceou sozinho dentro da pequena área, o goleiro 'bateu roupa' e o camisa 9 mandou para as redes no rebote.

Publicidade


O Cobresal teve somente duas chances já perto dos 30 minutos do segundo tempo, quando o placar ainda mostrava 0 a 0. Rafael salvou o Tricolor duas vezes seguidas. Neste momento, a torcida teve um pico de impaciência nas arquibancadas e ensaiou gritos contra o técnico Thiago Carpini.


LANCES IMPORTANTES

Publicidade


Quase! James pegou a bola pela esquerda do ataque e cruzou para Calleri na segunda trave. O camisa 9 cabeceou para boa defesa de Requena.


Por cima! Logo na sequência, Luciano recebeu de Calleri após troca de passes entre o centroavante e James. O camisa 10 trouxe para perna esquerda e soltou a bomba de fora da área, levando muito perigo ao gol chileno.


Defendeu! Com apenas 11 minutos, o São Paulo chegou pela terceira vez. Jogada pela direita, Igor Vinicíus foi ao fundo e cruzou rasteiro para James sozinho na meia-lua. O colombiano bateu de direita e Requena fez a defesa em escanteio.


Perdeu! James cobrou falta na área, Diego Costa desviou pro meio e a bola sobrou para Luciano. Na pequena área, o camisa 10 girou batendo e mandou por cima do gol.


Na trave! Igor Vinícius cruzou de esquerda, Arboleda pegou na segunda trave e jogou mais uma bola para o meio da área. Calleri chegou batendo do bico da pequena área e a bola explodiu na trave.


Anulado! Calleri acionou Luciano e o camisa 10 bateu na saída de Requena para marcar, mas o assistente levantou a bandeira anulando a jogada por impedimento de Calleri. O VAR revisou o lance e confirmou a decisão de campo.


Pra fora! O São Paulo chegou pela direita, a bola desviou na zaga e Calleri ajeitou para Michel Araujo. O uruguaio bateu da entrada da área e bola passou muito perto do gol.


Rafael espetacular! O goleiro do São Paulo foi exigido pela primeira vez perto dos 30 minutos do segundo tempo, mas precisou salvar o Tricolor duas vezes seguidas. Primeiro na cabeçada de Coelho, depois no chute de Mesías.


No travessão! O São Paulo seguiu pressionando e em perde e ganha na intermediária ofensiva a bola ficou com Michel Araujo, que soltou a bomba e acertou o travessão de Requena.


1x0. James levantou bola na área, Calleri cabeceou para o meio, Michel Araujo chegou dividindo com o goleiro Requena na pequena área e bola sobrou de lado para André Silva cutucar para gol e abrir o placar.


2x0. Minutos depois do primeiro, veio o segundo: Erick cruzou, Calleri cabeceou sozinho e contou com ajuda do goleiro Requena, até então herói do jogo, para completar para as redes no rebote.


Estádio: MorumBIS, em São Paulo (SP)
Árbitro: Carlos Ortega (COL)
Assistentes: Jhon Gallego (COL) e Richard Ortiz (COL)
VAR: Yadir Acuña (COL)
Amarelos: Bechtholdt, Valencia, Munder, Navarro e Julio Castro; Luciano, Carpini, Galoppo e Pablo Maia
Gol: André Silva, aos 37min do 2º tempo; e e Calleri, aos 43min do 2º tempo


SÃO PAULO
Rafael; Ferraresi, Arboleda e Diego Costa; Igor Vinícius (Erick), Pablo Maia (Galoppo), Alisson, James Rodríguez (Nestor) e Michel Araujo (William Gomes); Luciano (André Silva) e Calleri. T.: Thiago Carpini


COBRESAL
Requena; Benchtholdt, Alarcón, Sandoval e Pacheco; Mesías, Navarro e Munder; García, Valencia (Lezcano) e Castro (Diego Coelho). T.: Gustavo Huerta


Imagem
Daniel Alves devolveu R$ 817 mil a Neymar, afirma advogada nesta quarta
A advogada de Daniel Alves no caso de estupro na Espanha, Inés Guardiola, informou nesta quarta (10) que o ex-jogador devolveu à família de Neymar os EUR 150 mil (R$ 817 mil) emprestados há alguns meses.
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade