Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Grand Prix

Apesar da vitória, Zé Roberto pede evolução à seleção

Agência Estado
22 jun 2012 às 15:59
Publicidade
Publicidade

A seleção brasileira feminina de vôlei chegou à sexta vitória em sete jogos do Grand Prix ao bater Cuba nesta sexta-feira, em Luohe, na China, pela terceira fase do torneio. No entanto, foi o quinto triunfo por 3 sets a 2, o que impede que a equipe esteja brigando pela liderança da tabela.

Já pensando nos Jogos Olímpicos de Londres, o técnico José Roberto Guimarães cobrou evolução de suas comandadas. "O jogo teve muitos altos e baixos de ambos os lados. Cometemos muitos erros e sofremos com o saque de Cuba. Elas têm um saque muito bom. Temos que melhorar o nosso bloqueio e a nossa defesa. Sabemos que para os Jogos Olímpicos precisamos evoluir", declarou.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O Brasil soma 13 pontos e está apenas na sexta colocação, sete pontos atrás do líder Estados Unidos. Um dos destaques da partida desta sexta, a ponteira Jaqueline admitiu a dificuldade diante das cubanas, mas avaliou que o importante foi ter saído com a vitória em um jogo de tanta rivalidade.

Leia mais:

Imagem de destaque
Atletas trocam farpas

Márcia Fu e Key Alves: o que define um atleta de alto rendimento?

Imagem de destaque
Entre os melhores das Américas

Triatleta londrinense é destaque no Pan Americano de Duathlon na Colômbia

Imagem de destaque
Livia Avancini

Londrinense ganha prata no Troféu Brasil e aguarda ranking por Paris-2024

Imagem de destaque
Vaga garantida

Simone Biles vence seletiva dos EUA e irá às Olimpíadas de Paris 2024


"Queríamos ter feito uma melhor apresentação. Jogar contra Cuba é sempre difícil. Elas têm um poderio de ataque e saque que é impressionante. No entanto, o importante foi termos saído daqui com a vitória. Todas se ajudaram durante o jogo e fomos bem no tie-break. Ainda temos dois jogos importantes e precisamos das vitórias para garantir um lugar na fase final", afirmou.

A jogadora deixou a quadra com dores no joelho, mas garantiu que estará em quadra neste sábado, diante de Porto Rico. "Agora que terminou o jogo vou esfriar e devo sentir um pouco de dor, mas isso faz parte na vida do atleta. Vou tratar na fisioterapia e amanhã (sábado) estarei pronta para ajudar o Brasil, pois esses jogos são decisivos", disse.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade