Pesquisar

Canais

Serviços

Arremesso de peso

Atletas de Londrina brigam por final no Mundial de Atletismo nos EUA

- Divulgação/ Assessoria de Imprensa
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
15 jul 2022 às 14:30
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

O Campeonato Mundial de Atletismo adulto começa nesta sexta-feira (15) para a equipe Londrina/FEL/IPEC, que tem duas representantes entre as convocadas para defender o Brasil na principal competição da modalidade depois dos Jogos Olímpicos. A londrinense Livia Avancini entra em ação no arremesso do peso já no primeiro dia de disputas em Oregon, nos EUA. Ela vai tentar uma vaga na final a partir das 17h05, no horário local (21h05 no horário do Brasil).

Livia foi convocada depois do bom desempenho nas últimas temporadas. No ano passado, ela foi campeã brasileira e sul-americana e melhorou sua marca pessoal, hoje 17m74s, que a coloca como a 29ª colocada no ranking mundial da prova. Em 2022, ela já sagrou-se campeã sul-americana indoor e também foi ao Mundial Indoor, na Sérvia, além de conquistar a medalha de prata no Troféu Brasil, no mês passado, no Rio de Janeiro.

“É uma experiência única poder representar o Brasil em uma competição tão grandiosa como o Mundial, estão aqui os principais atletas do mundo. A minha prova será muito forte e espero aproveitar ao máximo. Quero fazer o meu melhor e tentar primeiro essa vaga na final, que seria um enorme passo”, destacou a londrinense de 30 anos, que há 16 anos representa a equipe.

Como adulta, será sua primeira aparição em mundiais. Em 2009, Livia participou de um torneio da mesma importância, mas na categoria sub-18, feita na Itália. Na oportunidade, ela conquistou um inédito quinto lugar para o Brasil. Se passar à final, Livia volta a competir amanhã 18h25, no horário local dos EUA (22h25 no horário brasileiro).

Amanhã será a vez de outra londrinense entrar em cena no Mundial dos EUA. Tatiane Raquel Silva disputa a partir das 10h35, horário local (14h35 no horário do Brasil) a prova classificatória dos 3.000 metros com obstáculos. A atleta vem de uma série de treinamentos e competições na Europa e no mês passado conquistou pela oitava vez consecutiva a o título da prova no Troféu Brasil, além de estabelecer o novo recorde da prova para a competição, com 9m39s66c.

“Acredito que estamos numa crescente e o foco agora é tentar essa tão sonhada vaga na final. Não vai ser fácil, cada detalhe vai fazer diferença”, analisou Tatiane, de 32 anos, que é formada no projeto londrinense. A final dos 3.000 metros com obstáculos feminino acontece no próximo dia 20, a partir das 19h45 (horário americano).

Para o técnico Gilberto Miranda, a participação da dupla no Mundial marca mais um momento importante na história do projeto londrinense. “Estamos muito felizes e torcendo muito por elas. É mais uma parte importante da nossa história ter duas atletas na maior competição depois dos Jogos Olímpicos. Isso mostra a grandeza do trabalho que vem sendo realizado nos últimos anos, com a conquista de grandes resultados”, exaltou.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade