Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Força feminina

Prova dos três tambores traz beleza à ExpoLondrina

Redação Bonde com assessoria de imprensa
01 abr 2013 às 12:32
Continua depois da publicidade

Mesmo de bota, camisa e fivela elas são femininas e vaidosas. Em um ambiente que é comum encontrar uma grande quantidade de homens, o universo country também conta com um esporte feminino que une força e beleza. O Super Horse 3 Tambores Brasil é uma competição disputada entre mulheres que já premiou mais de R$ 1 milhão, em pouco mais de dois anos de existência.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A próxima etapa será no Paraná, durante a ExpoLondrina, de 12 a 14 de abril. Na prova, a competidora precisa contornar os três tambores sem derrubá-los e no menor tempo possível.

Continua depois da publicidade



As meninas, que normalmente são de todas as idades e de várias partes do mundo, estão sempre antenadas no mundo da moda para a disputa do esporte que une beleza, garra e agilidade. "Gostamos de combinar nossas roupas com os acessórios dos cavalos, fica bonito de se ver", explicou Rafaela Fortunato, atleta de 17 anos da categoria.


Esbanjando sensualidade, Keyla Polizello, atleta do campeonato, posou para Playboy em 2005. Para ela, o esporte já virou profissão. "O esporte sem dúvida está crescendo a cada dia. As meninas se sustentam com os prêmios que a modalidade distribui. Além disso, elas gostam de mostrar a vaidade e se arrumam até para montar no cavalo", afirmou.

Continua depois da publicidade


Além dos treinos, maquiagem, chapinha e as vezes até cabeleireiro são as rotinas de antes da prova. Como as competições são aos finais de semana, Caroline Rugolo conta que muitas vezes a produção fica para a metade da semana ou para a cidade em que a prova acontece. "Acabamos arriscando um cabeleireiro da própria cidade em que vamos se não der tempo de ir dias antes da competição. Mas sempre estamos nos arrumando e nos produzindo".

Keyla concorda com Caroline. Para ela, a prova envolve uma modalidade feminina no rodeio, algo pouco comum. "Acho que as pessoas enxergam nos Três Tambores a beleza e a garra da mulher brasileira, então é algo com que o público feminino pode se identificar", explicou.


Continue lendo