Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Energética

Alimento completo, mandioca rende pratos deliciosos!

Redação Bonde
08 ago 2011 às 10:40
Continua depois da publicidade

Também conhecida como macaxeira ou aipim, é uma planta originária da América do Sul e, já no início da colonização européia, fazia parte da alimentação básica das culturas indígenas. Rica em carboidratos e boa fonte de vitamina C e minerais como cálcio e fósforo. A raiz possui também vitaminas do complexo B, além de proteínas.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A mandioca é um alimento altamente energético (cada 100 gramas possui 150 calorias), podendo substituir o pãozinho, ou mesmo o arroz e o macarrão.

Continua depois da publicidade


Conforme o tipo, a polpa da mandioca deve apresentar cor branca ou amarelada uniforme e a casca deve soltar-se com facilidade. Mas, mesmo de boa qualidade, convém conservar a mandioca por apenas dois dias quando fresca. No entanto, descascada e coberta com água numa vasilha, ela dura por mais tempo, assim como, depois de cozida.


Reprodução
Reprodução - Mandioca com Carne
Mandioca com Carne


O período de safra da mandioca vai de maio a agosto, segundo informações da Ceasa Campinas.


Produção

Continua depois da publicidade


Além de servir para o consumo direto, a mandioca é matéria-prima industrial para produzir a fécula, que pode ser misturada com farinhas de outros cereais, como trigo. No norte e no nordeste do Brasil, sua farinha de mandioca integra a dieta básica da população, como acontece em toda a região amazônica e na América Central.


Reprodução
Reprodução - Pudim de mandioca
Pudim de mandioca


O Brasil é o segundo maior produtor mundial de mandioca, atrás apenas da Nigéria, com uma produção média de 26 milhões de toneladas por ano, segundo a Abam (Associação Brasileira dos Produtores de Amido de Mandioca).


Lenda


Reza a lenda que em épocas remotas, a filha de um poderoso tuxaua foi expulsa de sua tribo e foi viver em uma velha cabana distante por ter engravidado misteriosamente. Parentes longínquos iam levar-lhe comida para seu sustento, e assim a índia viveu até dar à luz uma linda menina, muito branca, que chamou de Mani. A notícia do nascimento se espalhou por todas as aldeias e fez o grande chefe tuxaua esquecer as dores e rancores e cruzar os rios para ver sua filha. O novo avô se rendeu aos encantos da linda criança, que se tornou muito amada por todos. No entanto, ao completar três anos, Mani morreu de forma também misteriosa, sem nunca ter adoecido. A mãe ficou desolada e enterrou a filha perto da cabana onde vivia e sobre ela derramou seu pranto por horas. Mesmo com os olhos cansados e cheios de lágrimas, ela viu brotar de lá uma planta que cresceu rápida e fresca. Todos vieram ver a planta miraculosa que mostrava raízes grossas e brancas em forma de chifre, e todos queriam prová-la em honra daquela criança que tanto amavam. Desde então a mandioca passou a ser um excelente alimento para os índios e se tornou um importante alimento em toda a região. Mandi = Mani, nome da criança. oca = casa.


Confira outras receitas


Sopa de mandioca


Bolo de tapioca


Bolo de mandioca

Bobó de camarão à baiana


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade