05/04/20
32º/19ºLONDRINA
Delícias de inverno

Restaurante de Londrina aposta em sopas quentinhas para espantar o frio

O inverno não é muito longo por aqui e as noites frias são poucas durante o ano, mas é nesse clima que muita gente gosta de aproveitar uma boa sopa quentinha e um vinho para acompanhar, não é mesmo? Para os amantes do prato, o Barraco da Sopa é o lugar ideal.

Tradição em Londrina desde 1999, o restaurante foi criado para funcionar apenas durante uma temporada de inverno. O cardápio começou com cinco opções de sopas e caldos. Atualmente, são 20, além das massas artesanais, risotos, porções e sobremesas.


Gabriela Lima/Redação Bonde
Gabriela Lima/Redação Bonde


Segundo Ronny Takahashi, de 42 anos, sócio-proprietário e criador de grande parte das delícias do menu, a ideia de abrir uma casa de sopas veio porque a cidade não tinha nenhum restaurante especializado no prato. Hoje, apesar do movimento ser mil vezes maior no inverno (literalmente), de acordo com ele, o público costuma ir ao Barraco da Sopa também à procura de massas mais leves durante outras estações. O ravioli recheado com mussarela de búfala e manjericão fresco, o risoto de costelinha defumada e o tradicional risoto de frango com palmito são as opções favoritas durante o verão.

Uma peculiaridade da casa é nomear os pratos. "O creme de mandioquinha salsa com carne bovina, por exemplo, a gente batizou de creme paulista, porque o fornecedor da mandioquinha, na época, era de São Paulo. A gente foi batizando cada prato com um nome diferente. O creme suíço fui eu também que escolhi, porque nele vão alguns tipos de queijo. Já a sopa húngara é uma adaptação de uma carne de panela da Hungria que se chama goulash, então a sopa é feita com esses temperos", explicou o empresário.

Com a crise econômica atual, o preço é uma das preocupações de quem opta por jantar fora. Mas segundo Takahashi, os valores agradam todo o tipo de público: desde o que quer comer bem e gastar pouco, até o que pede uma garrafa de vinho de R$ 200. "É uma casa bem democrática. A gente tem sopas que podem saciar uma pessoa por R$16, que é aquela meia porção. Então é relativamente barato ir em um restaurante desse padrão. Um casal, por exemplo, pede a sopa pequena, toma duas tacinhas de vinho e vai gastar R$ 50 ao todo".

Gabriela Lima/Redação Bonde
Gabriela Lima/Redação Bonde


Já para os que não se preocupam com o preço, o restaurante conta com dezenas de opções de vinhos, todas expostas em uma prateleira e com seus respectivos preços, que podem chegar até R$ 300. Para quem quer apreciar a bebida e não gastar muito, o vinho da casa, que é da Serra Gaúcha, está disponível a partir de R$ 28 a garrafa. "Temos também a taça de vinho por R$ 7, que hoje em dia é o preço de uma cerveja", completou ele.

O Barraco da Sopa abre todos os dias das 18h30 às 23h30. No inverno, o restaurante fecha à meia noite e meia. (Endereço: Travessa Belo Horizonte, 67)


Gabriela Lima- Redação Bonde
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Confira receitas
Saudável e 'aconchegante': aposte nas sopas para espantar o frio!
Continue lendo
Hmmm
Torta de brócolis e salmão é boa demais!
Ficou com vontade?
Sobremesa fácil e prática: taça cremosa de limão com chocolate
Hmmm
Aprenda a fazer estas deliciosas trufas fit de banana!
Muito fácil de fazer
Batata rosti na sanduicheira leva apenas quatro ingredientes!
Não perca tempo
Esta saborosa torta rústica de legumes vai te conquistar!
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE