Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Ascendência

Ensine os gestores a liderarem para cima

Equipe Caput
11 out 2016 às 10:46
Continua depois da publicidade

A maioria dos Programas de Desenvolvimento de Lideranças das empresas costuma ensinar os profissionais em cargos de gestão a liderarem apenas seus subordinados diretos. Mas, dependendo da posição deste gestor na hierarquia da organização, se faz necessário que ele lidere, também, pares, superiores e às vezes pessoas que nem fazem parte do quadro funcional da companhia.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Com o tempo, os líderes da sua empresa vão perceber que gerenciar o trabalho e influenciar os profissionais que estão numa posição inferior à deles é muito mais simples do que liderar quem não têm dever ou obrigação alguma de segui-los. Não é raro encontrar, dentro das organizações, gestores competentes e com boas ideias que não conseguem se destacar na liderança porque não possuem ascendência sobre o próprio chefe.

Continua depois da publicidade

"Quando eu estiver no topo vou conseguir colocar em prática minhas propostas". Este é o principal mito da liderança: de que é preciso alcançar a última posição da estrutura hierárquica de uma organização para fazer as coisas acontecerem de fato.

Para ajudar os líderes da sua empresa a exercerem influência sobre os superiores – diretos ou não –, a sua empresa deve incluir no Programa de Desenvolvimento módulos que ensinem e incentivem os seus gestores a:

Continua depois da publicidade

Ajudarem os chefes a terem sucesso

Mostre aos seus líderes que a melhor maneira de conquistar a confiança e o respeito dos próprios chefes é fazer de tudo para ajudá-los a terem sucesso. Eles precisam compreender as expectativas dos superiores e alinhar o trabalho de acordo com as metas que estes têm que alcançar.

Mas, como o seu líder pode fazer isso? Ao identificar um problema, em vez de levá-lo imediatamente ao superior direto, deve oferecer uma solução. Precisa estar disposto a fazer um esforço extra, assumir responsabilidades, apresentar ideias novas e resultados, demonstrar comprometimento, não reclamar.

Ele também deve perguntar ao chefe em que pode ajudá-lo. Não é questão de ser "puxa-saco", mas de buscar entender as prioridades e alinhar as expectativas com as dos superiores. É quase impossível um líder vencer ao mesmo tempo em que o seu chefe fracassa.

Assumirem tarefas que os outros não se dispõem a fazer

Poucas coisas ganham a apreciação do chefe mais rapidamente do que um líder que se esforça para fazer tudo o que for necessário. Isso significa assumir aquelas tarefas que os outros não querem fazer, como solucionar problemas que exigem escolhas ou resultados difíceis de serem feitas e alcançados; sair da zona de conforto e cumprir tarefas que nunca realizou antes; fazer algo porque é importante e não porque o levará a ser notado; admitir falhas, mas nunca dar desculpas; fazer muito além do que o esperado.

Investirem no relacionamento

Conscientize os seus líderes de que eles precisam criar uma relação de proximidade com os chefes, estreitar os laços pessoais. Muitas vezes, os gestores não têm influência sobre os superiores imediatos porque falta um grau de abertura com eles. Uma relação transparente, de respeito e proximidade é fundamental para exercer a ascendência necessária para a liderança.

Isso significa entender a personalidade do chefe, aprender a trabalhar com seus pontos fracos, tentar se conectar com os interesses dele, conhecer as prioridades que ele tem, apoiar a visão que o guia. Em resumo, conquistar a confiança. Quando o líder consegue se adaptar ao modo de ser do superior imediato, mantendo a própria integridade, se torna capaz de liderar para cima.

Claro que muita coisa que dissemos aqui pode parecer muito óbvia, mas boa parte das empresas acaba não discutindo essas questões com as lideranças. A sua organização precisa fazer com que os gestores compreendam que, para ser realmente notado e conquistar ascendência sobre os chefes, um líder deve ajudá-los a serem bem-sucedidos. Principalmente as companhias que têm uma cultura muito forte de comando e controle têm que se atentar para esse assunto e investir em treinamentos para que os líderes aprendam, de fato, a liderarem os próprios chefes e tirarem suas ideias do papel.

Os líderes da sua empresa exercem ascendência sobre pares e superiores?


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade