Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Jovens talentos

Por que e como treinar a Geração Z para cargos de liderança

Equipe Caput
09 mai 2016 às 10:52
Continua depois da publicidade

Eles nasceram a partir de 1995, cresceram em meio a videogames, internet, computadores domésticos, celulares e uma variedade de aparatos tecnológicos. Os jovens da Geração Z serão os futuros gestores ou executivos das médias e grandes empresas. E organizações que querem ser fábricas de líderes precisam aproveitar o alto potencial desses profissionais para moldá-los de acordo com a sua cultura e necessidades desde já.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Leia mais sobre o assunto Liderança no blog da Caput

Continua depois da publicidade


Uma das vantagens de investir esforços no desenvolvimento desses jovens é que eles chegam ao mercado de trabalho sem vícios, portanto fica muito mais fácil "evangelizá-los". São multitarefas, otimistas e abertos às mudanças. Ao mesmo tempo, também são mais ansiosos, angustiados e desapegados com as coisas. Por isso, é preciso tomar alguns cuidados na hora de prepará-los para ocupar posições de liderança. Listamos algumas dicas para a sua empresa não errar:


Mostre o caminho da evolução


Antes de começar o trabalho de formação, é importante sentar com esses jovens de alto potencial e deixar muito claro o caminho que ainda terão que percorrer até conseguirem a tão sonhada promoção para um cargo de liderança. Ou seja, você precisa mostrar claramente os gaps de desempenho que eles têm para que saibam onde precisam evoluir e fazer isso com assertividade, afinal profissionais com 20 anos de idade costumam não lidar bem com feedbacks dessa natureza.

Continua depois da publicidade


Torne o aprendizado divertido


Para ter sucesso na formação de jovens da Geração Z, é preciso formatar um modelo de treinamento mais empolgante. Por isso, faça uso da metodologia vivencial para que eles possam se expressar e participar ativamente do próprio desenvolvimento enquanto realizam dinâmicas de grupo, jogos cooperativos, games e outras estratégias de aceleração do aprendizado em que "colocam a mão na massa".


Tenha paciência


Algumas coisas não adianta exigir de um jovem profissional porque certas competências ou comportamentos só vêm com a idade e o acúmulo de experiências. Assim, é importante ter paciência e aceitar que o profissional inexperiente vai errar algumas vezes. Não quer dizer que a companhia tenha que tolerar as mesmas falhas, mas se não permitir que esses jovens se arrisquem e tomem decisões – que depois podem se mostrar equivocadas -, não vai criar o ambiente de aprendizado que necessitam encontrar para evoluir. Enquanto isso, lembre-se de que é importante manter gestores experientes por perto para ajudá-los a enfrentar os problemas que forem surgindo pela frente.


Mostre as perspectivas de futuro


Lidar com a ansiedade dos jovens em construir logo uma carreira de sucesso pode ser um obstáculo, pois eles podem se desmotivar de uma hora para a outra e logo aceitar a primeira proposta que recebem. Por isso, mostre quais são as reais possibilidades de carreira que têm na empresa se performarem acima da média e crie projetos que os mantenham ligados a desafios nos quais possam se sentir aprendendo e vencendo de verdade.


Se até pouco tempo atrás se falava muito da Geração Y e suas nuances, hoje esses jovens já se tornaram uma realidade dentro das nossas organizações. Agora, as empresas precisam aprender a lidar com quem é ainda mais jovem e num piscar de olhos estará à frente das coisas em todos os lugares.

A sua empresa está preparada para atrair e reter talentos da Geração Z?


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade