Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Rede de Urgência e Emergência

Macrorregião de Londrina vai receber R$ 21 milhões

Guilherme Batista - Redação Bonde
15 jul 2013 às 17:47
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Sete hospitais da macrorregião de Londrina vão receber recursos do Ministério da Saúde (MS) através da Rede de Urgência e Emergência. São eles: Santa Casa e hospitais Universitário (HU) e Evangélico (HE) de Londrina; as unidades da Santa Casa de Jacarezinho e Cornélio Procópio (norte pioneiro); e os hospitais da Providência (Apucarana) e João de Freitas (Arapongas).

Cada uma das sete instituições vai receber R$ 3 milhões para reparos e reformas nos pronto-socorros. Ao todo, vão ser destinados R$ 21 milhões para as cidades. "Além disso, os hospitais de Londrina, Apucarana e Arapongas vão ser contemplados com R$ 300 mil por mês para a manutenção dos leitos de UTI já existentes. Já as unidades de Cornélio e Jacarezinho vão receber R$ 100 mil mensais, já que são menores", completou a diretora da 17.ª Regional de Saúde, Djamedes Garrido.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O Ministério da Saúde ficou de encaminhar a verba ainda este mês, mas isso não deve acontecer, de acordo com Djamedes. "A liberação só vai ser feita após publicação de portaria no Diário Oficial da União. Recebemos a informação de que o processo ainda está sendo formulado e que ele só deve ser publicado no início de agosto", adiantou.

Leia mais:

Imagem de destaque
Alerta

Saúde pede atenção para casos de febre Oropouche no Brasil

Imagem de destaque
Como Yuri fez com a Iza

Um em cada dez homens traem a mulher na gravidez, diz estudo

Imagem de destaque
Entidades privadas

Conselho proíbe acolhimento de crianças e adolescentes em comunidades terapêuticas

Imagem de destaque
Nos EUA

1º transplante de laringe faz paciente com câncer recuperar a voz


A Rede de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde vai atender mais de 95 cidades. Vão ser contemplados direta e indiretamente municípios das 16.ª (Apucarana), 17.ª (Londrina), 18.ª (Cornélio Procópio) e 19.ª (Jacarezinho) Regionais de Saúde. "Isso só foi possível por que a macrorregião já possui Samu regionalizado", lembrou a diretora.

A informação de que o Ministério de Saúde iria contemplar a macrorregião de Londrina com a Rede de Urgência e Emergência foi divulgada pela Secretaria de Saúde de Londrina em maio. De lá para cá, os hospitais precisaram formular levantamentos para justificar o recebimento dos recursos. Os relatórios já foram repassados ao MS, que utilizou os documentos para determinar a quantia de dinheiro que será repassada para cada hospital.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade