Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Licopeno

Nova pílula à base de tomate combate o colesterol

BBC Brasil
03 jun 2009 às 08:49
O licopeno é pouco absorvido quando ingerido ao natural - Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Uma empresa de biotecnologia vinculada a Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha, está lançando um suplemento natural feito de tomates que pode ajudar a combater o colesterol.

O Ateronon contém um ingrediente ativo das dietas comuns na região do Mediterrâneo - o licopeno, um antioxidante que dá a cor avermelhada ao tomate e que auxilia no bloqueio do colesterol LDL, o chamado "mau colesterol".

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Apesar dos potenciais benefícios, a substância é pouco absorvida quando ingerida ao natural. A pílula, portanto, traz uma versão mais refinada e de maior absorção.

Leia mais:

Imagem de destaque
Boletim semanal

Mais seis mortes por dengue são confirmadas em Londrina

Imagem de destaque
Com 102 mortes

Chikungunya tem maior letalidade que a dengue no Brasil

Imagem de destaque
Descobertas de anticorpos

Após morte do pai por Covid, cientista brasileira em Harvard busca novos antivirais

Imagem de destaque
Ampliação do acesso

Rio Grande do Sul vai receber 105 mil doses adicionais de vacinas até segunda


Testes preliminares feitos com 150 pessoas indicam que o suplemento pode reduzir a oxidação de gorduras no sangue a quase zero em apenas oito semanas.

Publicidade


O neurocientista Peter Kirkpatrick, responsável pelos próximos testes da pílula que serão realizados no Hospital Addenbrooke, na Inglaterra, afirmou que o suplemento pode ser mais eficaz do que as estatinas usadas em tratamentos de colesterol.


Cautela

Publicidade


Mas o professor Peter Weissberg, da British Heart Foundation, diz que apesar dos testes iniciais, ainda levará tempo para avaliar os efeitos reais do Ateronon.


"Enquanto isso, nosso conselho para pacientes que sofrem de doenças cardíacas é confiar nos medicamentos receitados pelos médicos e tentar ingerir muitas frutas e verduras frescas", disse Weissberg.


Para o professor Anthony Leeds, da organização Heart UK, que trabalha na prevenção de doenças cardíacas, "os testes iniciais são promissores".

"O novo produto de licopeno representa uma nova abordagem para o tratamento de alto colesterol e abre uma possibilidade interessante".


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade