Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Epidemia grave

Número de mortes por dengue em Londrina dobra em período de uma semana

Caroline Knup - Redação Bonde
20 abr 2023 às 13:15
- Pedro Ribas/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A SMS (Secretaria Municipal de Saúde) de Londrina divulgou, nesta quinta-feira (20), o novo relatório epidemiológico atualizado sobre a situação da dengue em Londrina.


Desde a última semana, o município registrou quatro óbitos, número 100% maior do que as mortes apontadas desde janeiro de 2023. Agora, o número total de óbitos é de oito.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Do início do ano até agora, foram confirmados 4.370 casos de dengue, o que confirma a epidemia da doença no município. Em relação ao boletim anterior divulgado pela SMC, que somava 2.758 casos confirmados, o número teve um aumento de 60%.

Leia mais:

Imagem de destaque
Epidemia grave

Casos de dengue em gestantes aumentam 345% no ano de 2024

Imagem de destaque
Especialista responde!

Davi do BBB 24 sente desconforto e pergunta aos colegas se o dente do siso pode matar

Imagem de destaque
Crianças de 10 e 11 anos

Dia D contra a dengue terá mutirão de vacina em shopping de Londrina

Imagem de destaque
Aumento de 500% nos casos

Avanço da dengue coloca Apucarana em estado de emergência


Ao todo, Londrina soma 25.444 notificações relacionadas à dengue, das quais 17.630 estão em análise e outras 3.444 foram descartadas.

Publicidade


O relatório também traz os dados relacionados à chikungunya. Foram 41 notificações da doença, sendo quatro confirmadas, três descartadas e 34 estão em análise.


De acordo com o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, neste momento há 174 pacientes internados devido à dengue. 

Publicidade


“Infelizmente este boletim ainda relata uma situação bastante preocupante na cidade de Londrina, que enfrenta uma grande epidemia de dengue. São números altos, muitos novos casos confirmados, milhares de casos ainda em análise. E o pior de tudo são as quatro novas mortes, em decorrência da dengue, e isso mostra que é uma doença séria, grave”, apontou.


BAIRROS MAIS ATINGIDOS PELA EPIDEMIA

Publicidade


O boletim epidemiológico aponta, também, os bairros mais críticos nesta semana. Há uma incidência elevada no Santiago, na região oeste; e uma incidência crescente nas seguintes localidades: Padovani, Chefe Newton, Campos Verdes, Vivi Xavier, Parigot, Cabo Frio, Maria Cecília, Aquiles Stenghel, João Paz, Carnascialli, Santa Rita, Vila Nova, Alvorada, Maracanã, Centro, Marabá, Armindo Guazzi.



ORIENTAÇÕES


A SMS orienta que cada família dedique, pelo menos, 15 minutos de seu tempo, uma vez por semana, para vistoriar sua casa e quintal, verificando se há objetos que podem acumular água. 

Publicidade


Os itens devem removidos e descartados em sacos plásticos para a coleta seletiva ou para o recolhimento pelo caminhão de lixo. 


Segundo a pasta, com uma ação semanal, é possível impedir que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem à fase adulta, freando a transmissão das doenças provocadas pelo Aedes, como a dengue, zika e chikungunya.


A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza o Disque Dengue, por meio do número gratuito 0800 400 1893, para que a população possa fazer denúncias de imóveis ou áreas suspeitas de terem focos do mosquito Aedes aegypti, como terrenos baldios ou ambientes que possam facilitar a proliferação do vetor. 


As denúncias podem ser feitas de segunda a sexta, das 8 às 17 horas. Também é denunciar por meio do endereço eletrônico https://sisvas.londrina.pr.gov.br/index.php/denuncias, a qualquer hora.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade