Pesquisar

Canais

Serviços

- Jose Fernando Ogura/AEN
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Pandemia não acabou

Número de novos casos de Covid-19 em Londrina dispara e cresce 760% em um mês

Pedro Marconi - Grupo Folha
19 mai 2022 às 10:46
Continua depois da publicidade

Após várias semanas consecutivas de aparente tranquilidade, os números relacionados à Covid-19 voltaram a acelerar em Londrina, pelo menos, no que se refere à quantidade de contaminados. Os novos casos de coronavírus numa mesma semana aumentaram cerca de 760% no último mês. Entre os dias 11 e 16 de abril, por exemplo, a secretaria municipal de Saúde contabilizou 113 pessoas infectadas com o vírus. Na semana passada, entre 9 e 14 de maio, o balanço foi de 971 novos doentes.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Infectologista que trabalha no HU (Hospital Universitário) e na Santa Casa, Walton Tedesco Júnior afirmou que o aumento de casos era esperado, entretanto, não neste ritmo. “Como toda a doença respiratória viral, existe aumento com a chegada do outono e inverno. Imaginávamos que iria aumentar a Covid, assim como outras doenças respiratórias, mas a quantidade está surpreendendo e em poucas semanas. No meu ponto de vista, somou-se as temperaturas baixas com a aliviada que a população deu em relação aos cuidados. Acharam que tinha acabado e não havia mais vírus.”

Continua depois da publicidade


Para o médico Arilson Morimoto, outros fatores também podem ter influenciado, como o surgimento da variante BA.2 do SARS-CoV-2. “Ela é uma subvariante da ômicron. Apesar de muita gente ter se infectado com a BA.1, a BA.2 tem capacidade de infectar novamente”, explicou o infectologista. “Ainda existe o fator comunitário. As pessoas não estão usando máscara e temos um maior número de pessoas transitando. Consequentemente teremos mais casos”, acrescentou.


Mortes


Em dados absolutos, o total de casos de Covid passou de 130.359 (em 11 de abril) para 133.205 (em 14 de maio), ou seja, 2,18%. A estatística de óbitos pela doença segue estável. Em pouco mais de um mês, oito pessoas perderam a vida vítimas da Covid-19. Cinco apenas na semana entre os dias 2 e 7 de maio. “Temos dois pontos que podem explicar. O primeiro é que a vacina oferece proteção. O segundo, que ainda está sendo estudado, que a nova subvariante leva menos ao pulmão”, elencou Morimoto.

Continua depois da publicidade


Internados


Nos hospitais houve ligeiro impacto com um volume maior, e crescente, de contaminados. O boletim de 16 de abril divulgado pela prefeitura indicava que havia 16 londrinenses internados com teste positivo, sendo seis em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e quatro em enfermaria. No informe de terça-feira (17) eram 26 pessoas em leitos de hospitais, com oito delas na terapia intensiva e 18 na enfermaria.


CONTINUE LENDO: Especialistas ressaltam que vacinação foifundamental para manter número de óbitos estável

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade