Pesquisar

Canais

Serviços

- Gustavo Oliveira/ LEC
Entenda

Tubarão denuncia racismo contra Celsinho e Brusque FC alega "falsa imputação"

30 ago 2021 às 18:38
Continua depois da publicidade

O meia-campo Celsinho, do Londrina Esporte Clube, foi alvo de comentários racistas em partida contra o Brusque FC, no sábado (28), no Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC), denunciou o tubarão. 

Continua depois da publicidade


De acordo com a nota de repúdio do Londrina, um staff do Brusque FC disse: "vai cortar esse cabelo, essa cachopa de abelha”, referindo-se ao atleta.

Continua depois da publicidade


O clube alviceleste prestou seu apoio ao atleta e protestou contra o ato: "BASTA! Até quando conviveremos com estes insultos criminosos?! Não dá para tolerar ou aceitar que ainda haja pessoas que pratiquem atos de racismo!! Continuaremos com a nossa luta diária, rechaçando e adotando as diligências cabíveis a cada atitude criminosa perpetrada neste sentido."


Continua depois da publicidade

"Não nos calaremos e, jamais aceitaremos!! Repisamos: RACISMO NÃO! Nosso incondicional apoio ao atleta Celsinho, um pai de família que uma vez mais está profundamente abalado com este ataque gratuito e deveras ofensivo!", reforça a nota.


Brusque se pronuncia


No domingo (29), o Brusque FC negou a postura racista de sua diretoria, não se desculpou e nem citou nenhuma investigação interna. Segundo o comunicado, o atleta relatou à imprensa que foi chamado de "macaco" por membros da diretoria do clube.


O time catarinense disse que Celsinho é conhecido por se envolver neste tipo de episódio e que esta seria a terceira vez, somente em 2021, que ele alegou ter sofrido racismo. O clube sugeriu uma "total contradição" nos relatos do atleta, já que ele não teria informado ao árbitro que foi chamado de "macaco", mas sim que teriam dito a frase "vai cortar esse cabelo de cachopa de abelha".


O clube disse que Celsinho é conhecido por se envolver "neste tipo de episódio" e que esta seria a terceira vez, somente em 2021, que ele alegou ter sofrido racismo.


"O Brusque F.C., sua torcida, diretoria, comissão técnica e patrocinadores sempre foram, ao longo da sua história, absolutamente respeitosos com relação a todos os princípios que regem as relações desportivas e humanas. Jamais permitiríamos qualquer atitude de conotação racista em nosso Clube, que condena veementemente qualquer pensamento ou prática nesse sentido", diz a nota.


Reações


A nota do Brusque FC gerou reações. Uma delas veio do canal de esportes e entretenimento Desimpedidos, que conta com mais de 8 milhões de inscritos. No Twitter, a administração destacou a seriedade em torno do episódio.



A direção do Londrina EC disse ter sido sido surpreendida com a postura do Brusque FC.


"É lamentável, inadmissível, a postura do Brusque Futebol Clube diante desta situação!! O fato ocorreu, é certo! Há diversas testemunhas que presenciaram a injúria racial citada! É absurdo que a referida entidade de prática desportiva desvirtue a gravidade dos fatos, tentando ainda terceirizar a responsabilidade para a vítima.", lamentou em nota.


O tubarão complementou que atletas do próprio Brusque FC manifestaram-se contra o racismo, aderindo à luta. Veja, na integra, como o alviceleste rebateu a postura do rival de sábado (28):


"Na noite do domingo (29), fomos surpreendidos com a nota oficial do Brusque Futebol Clube, a qual relativiza a injúria racial praticada por pessoas ligadas ao clube catarinense e ainda suscita a hipótese de que a vítima, Celso Honorato Junior, teria criado uma falsa imputação como “artifício esportivo”.


É lamentável, inadmissível, a postura do Brusque Futebol Clube diante desta situação!! O fato ocorreu, é certo! Há diversas testemunhas que presenciaram a injúria racial citada! É absurdo que a referida entidade de prática desportiva desvirtue a gravidade dos fatos, tentando ainda terceirizar a responsabilidade para a vítima.


Inclusive, atletas do próprio clube catarinense, após a divulgação da nota oficial, publicaram em suas redes sociais manifestações contra o racismo, aderindo à luta, mostrando assim, o quão desrespeitoso e repugnante foi o posicionamento do Brusque Futebol Clube.


O racismo é assunto sério e jamais seria utilizado como artifício esportivo pelo atleta, o qual vem sofrendo ataques racistas nessa competição e está envolvido sim neste tipo de episódio, como citado pelo Brusque em sua nota, pois infelizmente ainda há no mundo pessoas irracionais, racistas, que querem atacar e desconstruir essa luta.


Nossos ídolos do futebol são negros! Nosso país é miscigenado tendo a população negra como maioria! Somos todos brasileiros! Somos todos iguais! Essa luta jamais será desconstruída, ao contrário, ela será combatida diariamente!


O Londrina Esporte Clube após reunião realizada com o atleta nesta tarde, colocou, novamente, todo o seu departamento jurídico à disposição do mesmo e também tomará as medidas cabíveis contra a equipe catarinense e o responsável pelo ato, principalmente, nas esferas criminal, cível e desportiva, tendo em vista que há o amparo legal perante o Judiciário Brasileiro e a Justiça Desportiva para punir atos repugnantes como este, a fim de não serem mais praticados!"


Após as críticas


Nesta segunda (30), o Brusque FC reconheceu o equívoco na nota emitida e desculpou-se com Celsinho. Pediu, inclusive, a compreensão do público e prometeu apurar os fatos. Leia o comunicado completo:


"O Brusque Futebol Clube diante do ocorrido vem respeitosamente pedir desculpas ao atleta Celso Honorato Junior pelo transtorno causado a sua pessoa, a nossa torcida, simpatizantes, patrocinadores e imprensa devido ao nosso posicionamento equivocado.


Nosso clube sempre foi e será contra qualquer tipo de discriminação causada por diferenças ideológicas, crença, raça ou gênero, possuímos uma história constituída pela responsabilidade, respeito, transparência e muito trabalho.


Esperamos que entendam esse momento infeliz que estamos vivendo, cabe a nós, humildemente reconhecer o erro da nota anterior e pedir desculpas mais uma vez ao atleta Celsinho e a compreensão de todos.


O Brusque FC tomará todas as medidas cabíveis diante do ocorrido e vai apurar os fatos.", informa a nota assinada pelo presidente Danilo Rezini.


(Sob supervisão de Luís Fernando Wiltemburg)

Continue lendo

Últimas notícias