Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/Instagram
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Após restauração

Egito reabre museu dedicado ao general nazista Erwin Rommel

Agência ANSA
04 set 2017 às 17:12
Continua depois da publicidade

O governo do Egito reabriu um museu dedicado ao general nazista Erwin Rommel, considerado uma lenda do Exército alemão durante a Segunda Guerra Mundial, após passar sete anos fechado para restauração.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Rommel era um dos oficiais nazistas favoritos de Hitler e a sua carreira serviu de inspiração para muitos livros e filme. Além disso, ele ficou mundialmente famoso por sua intervenção na África do Norte entre 1941 e 1943, no comando do Afrika Korps, parte do Exército destinado a auxiliar as forças italianas.

Continua depois da publicidade


Por sua audácia e domínio das táticas de guerra, Rommel recebeu o apelido de "A Raposa do Deserto" e entre os árabes como "O Libertador". No entanto, ele foi acusado de traição por supostamente ter participado de uma conspiração para matar o ditador nazista Adolf Hitler.


No museu é possível ver, entre outras coisas, fotos pessoais do general nazista, planos de batalha e uma coleção de armas.

Continua depois da publicidade


Localizado a cerca de 280 quilômetros a oeste de Alexandria, a área é uma caverna natural em forma de arco. A inauguração, realizada em 25 de agosto, foi feita no verão para torná-lo um ponto turístico. A ideia é transformá-lo em um museu que remonta a 1977. Para o diretor do museu, Mohamed El-Sharkawy, bem como o Ministério das Antiguidades, a reabertura do local é importante para atrair visitantes para a região. "O museu aumentará o turismo", disse El-Sharkawy.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística, o turismo egípcio, atormentado pela turbulência da primavera árabe e pelo terrorismo islâmico, teve um aumento do número de visitantes estrangeiros pela primeira vez após 19 meses.


Continue lendo