Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/Verso Comunicação e Assessoria de Imprensa
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Inspecione sempre

Saiba sinais de que a bieleta está desgastada; componente do carro garante segurança nas curvas

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
01 out 2021 às 08:00
Continua depois da publicidade

Os amortecedores são os componentes mais conhecidos do conjunto componente da suspensão dos carros, mas outros elementos, como a bieleta, merecem atenção especial na hora da manutenção.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Não tão popular, esta peça é essencial para ter segurança no momento de fazer as curvas. “A bieleta, em sua maioria, é uma haste de aço ligada por dois pinos esféricos, tipo um pivô, e há modelos também que é um parafuso com várias partes de borracha. Mas, independente do modelo, faz a ligação da barra estabilizadora o sistema de suspensão do veículo”, explica Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata Automotiva.

Continua depois da publicidade


Segundo Silva, a bieleta auxilia o conjunto de suspensão a manter o contato do pneu com o solo e, principalmente, evitar que a carroceria incline excessivamente em curvas. Por isso, é fundamental que a manutenção esteja em dia.


Um dos fatores que pode provocar o desgaste da bieleta é a deterioração da coifa de proteção dos pinos esféricos. “Caso a coifa esteja danificada, rasgada ou furada, poderá ocorrer a entrada de abrasivos e acelerar o desgaste, levando a inutilização da peça”, ressalta. Já o principal sinal de que a bieleta está comprometida é o ruído ao passar em desníveis de solo ou ruas esburacadas.

Continua depois da publicidade


Silva alerta ainda para outro fator que pode levar a acidentes. “Se o pino esférico sofrer desgaste excessivo poderá sacar do alojamento, fazendo com que a haste da bieleta fique solta no sistema de suspensão. Caso ela atinja o pneu, poderá cortá-lo e ocasionar um problema mais sério”, afirma.


A recomendação é efetuar inspeções periódicas para observar o estado da coifa e se ela não tem folga, pois não há reparo ou manutenção preventiva para a bieleta. “Se apresentar folga ou borracha deteriorada a única solução é a substituição”, alerta.



Continue lendo