Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Um grande homem, e belas histórias

31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Semana passada entrevistei um chef de cozinha para a matéria que explica como escolher e comprar bacalhau. Como se trata de um alimento típico da culinária portuguesa - embora o bacalhau venha da Noruega - escolhi Tarciso Lopes, chef do restaurante Cais da Ribeira, do hotel Pestana. A comida de lá é baseada na culinária lusa.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Eu não o conhecia e qual não foi minha surpresa ao chegar e encontrar um rapaz enorme - ele deve ter mais de 1,90m - jovem e super simpático. E mais: que fala pelos cotovelos e é bem humorado, coisa que todo jornalista adora. Ainda por cima, Tarciso é culto e conhece mil e uma histórias. Isso porque, estudando gastronomia e culinária, ele acaba conhecendo hábitos, cultura, comportamentos de povos atuais e antigos.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Se interessa tanto pelo assunto que, entre outras histórias, me contou de uma viagem de férias em que visitou fazenda no interior de Minas Gerais, onde se preservaram as edificações, instrumentos e tudo mais da época da escravatura.


A senzala está inteirinha, e ele visitou a cozinha para tentar entender como e o quê os negros preparavam para comer. Disse que existem imensos tachos, o que dá idéia de que a comida era uma espécie de panelão onde se jogava e misturava tudo que havia disponível.


Impressionante saber que a forma de se alimentar não era diferente da dos animais: em vez de pratos, havia um grande cocho, onde se despejava a mistura e os escravos pegavam com as mãos. Que coisa triste, vergonhosa.

Continua depois da publicidade


Dá pra ficar horas conversando com Tarciso. Ele é muito fofo! A primeira coisa que aprendi é que bacalhau não é um peixe (!). É uma forma de processar (secar e salgar) tipos específicos de peixes que vivem nas águas frias do Atlântico Norte.


Olha o Tarciso mostrando bacalhaus e explicando as diferenças entre eles, em foto do Mauro Frasson


Para falar sobre bacalhau, ele me levou na loja da La Violetera, bem ao lado do Mercado Municipal. Claro que nosso Mercado tem de tudo - e todos os tipos de bacalhau - mas para efeito de fotos e explicações, nesse balcão da La Violetera havia todas as peças, de diferentes tamanhos, preços, variedades, bem fácil para mostrar.


Finalizando, Tarciso nos presenteou com uma receita gostosa, diferente e bem fácil de preparar - com bacalhau, claro! E não muito cara. Para tempos de crise! Assim todo mundo pode ter bacalhau na mesa.


A reportagem está na Folha Economia de sábado (foto do Tarciso saiu até na capa do jornal). Para ler, clique aqui.. Este é o link para o texto principal; lá embaixo, estão as matérias correlatas (receita, dicas etc).

Caso ainda não tenha feito seu cadastro no site da Folha de Londrina, faça! É de graça, rápido e fácil de fazer, e permite nevegar por todos os conteúdos do jornal - inclusive a coluna Lado B, que sai toda sexta no caderno Folha Curitiba, e pode ser lida clicando aqui.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade