Pesquisar

Canais

Serviços

Vinhos do Brasil -
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Brasil

23 fev 2017 às 15:19
Continua depois da publicidade
O Brasil tem uma história peculiar e muito interessante na vitivinicultura. Os vinhos foram trazidos pelos portugueses inicialmente, houveram até experiências produtivas, mas somente após a chegada dos imigrantes (italianos, alemães,etc.) na região sul, que se percebeu um grande crescimento da produção de uvas e vinhos.
Revolução: À aproximadamente 20 anos haviam poucos vinhos de qualidade sendo produzidos no país. O mercado era muito tímido, com crescimento discreto. Mas a situação se inverteu.Hoje o Brasil tem um dos mercados consumidores com maior potencial. Terceiro maior produtor da América do Sul em volume, e um dos mercados em maior crescimento.
Pequenas áreas de vinhedo é dedicada a produção de vinhos de qualidade, a maior parte é para vinhos populares, sucos e consumo de uvas in natura (uvas de mesa). Isto, graças a investimentos de grupos empresariais, externos e também do mercado interno (empresários locais).
Varietais europeus clássicos constituem a maior parte da produção brasileira de vinhos de qualidade, a maioria na Região Sul. Forte presença na Serra Gaúcha; Campanha e Campos de Cima da Serra, no Rio Grande do Sul,) e Planalto e Serra Catarinense (SC). Algumas áreas despontam, e se revelam como grandes surpresas, nos vinhos de qualidade jamais vistos no País, com produção de vinhos tintos, rosés, brancos e espumantes
Na região da Campanha Gaúcha, (Santana do Livramento, Bagé, Candiota e outros municípios), na fronteira com o Uruguai, a produção de vinhos de qualidade cresce significativamente. Devido ao seu clima (invernos rigorosos e verões quentes e secos ), a Serra Gaúcha vem se mostrando excelente para a produção de vinhos espumantes, hoje em plena expansão produtiva e qualitativa, gerando produtos para exportação .
Uma nova região, ao norte, no Vale do Rio São Francisco (Bahia e Pernambuco), entre os paralelos 8° e 9°, tem produzido tintos bem interessantes, contrariando a lógica natural, de vinhos de qualidade em regiões de clima frio, mas demonstrando um inédito "terroir" em seus vinhos,alguns com grandes predicados.
Atualmente observamos a produção de vinhos razoáveis,mas de bom potencial provenientes de novos empreendimentos vitivinicolas em diferentes regiões do país: interior do Rio Grande do Sul; Curitiba (região metropolitana) e interior do Paraná; interior de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, e alguns projetos em outros estados.
Castas brancas: Chardonnay, Sauvignon blanc, Semillon, Gewürztraminer e Riesling Itálico,etc. Castas Tintas: Cabernet Sauvignon, Morlot, Sirah, Cabernet Franc, Malbec, Pinot Noir,etc.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade