06/05/21
PUBLICIDADE
Entenda

Confira quem deve devolver o auxílio emergencial no Imposto de Renda de 2021

Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
Marcello Casal Jr/ Agência <a href='/tags/brasil/' rel='noreferrer' target='_blank'>Brasil</a>


Em 2020, quase 68 milhões de pessoas receberam o auxílio emergencial, no valor de até R$ 1.200, para enfrentar a crise econômica e o desemprego na pandemia de Covid-19.


Agora, cerca de 3 milhões desses beneficiários terão que devolver a grana recebida para a União por meio do Imposto de Renda.

É o caso de quem trabalhava e pediu o auxílio porque perdeu o emprego na pandemia, por exemplo.

A entrega da declaração termina em 30 de abril e deve ser feita por quem ultrapassou o limite dos rendimentos tributáveis determinado em lei federal.

Para quem recebeu o auxílio emergencial no ano passado, o limite de rendimentos tributáveis é menor: quem teve rendimentos acima de R$ 22.847,76, sem contar o benefício, terá que prestar contas ao Leão e devolver o valor do auxílio.

A regra está prevista na lei que instituiu o auxílio emergencial, aprovada pelo Congresso Nacional em março do ano passado.
O informe de rendimentos com os valores recebidos de benefício está disponível no site do Ministério da Cidadania, que é a fonte pagadora, de CNPJ 05.526.783/0003-27.

A devolução será por meio do Darf, que é o documento de arrecadação da Receita Federal.

Caso algum dependente informado na declaração também tenha recebido o auxílio emergencial, no recibo haverá um Darf para o titular e um Darf para cada dependente.

A devolução do auxílio terá que ser feita à vista, sem parcelamento.

Quem recebeu o auxílio sem ter direito deve devolver o valor. Se tiver que declarar o IR e não tiver devolvido ou omitir a renda, há chances de o contribuinte cair na malha fina.

Se a devolução foi feita em 2021, seja via GRU (Guia de Recolhimento da União) ou estorno pela Caixa por não ter ocorrido o saque ou uso dos valores, será apresentada em relatório pela Dataprev, no site https://gov.br/auxilio.

O contribuinte que é obrigado, mas não entregar a declaração ou o fizer fora do prazo pagará multa de, no mínimo, R$ 165,74. Já se declarar informações incompletas ou erradas, poderá cair na malha e até ser indiciado por crime tributário.
Folhapress
Continue lendo
Capacitação

Secretaria do Trabalho de Londrina lança página de qualificação profissional

06 MAI 2021 às 14h03
Quer trabalhar?

3.158 vagas estão disponíveis no Paraná; Veja como se candidatar

06 MAI 2021 às 12h05
Após perícia

Polícia vai indiciar motorista envolvida em acidente que matou PM em Londrina

06 MAI 2021 às 11h42
Abalo diplomático

Declarações da gestão Bolsonaro contra a China afetam liberação de insumos de vacinas, diz Butantan

06 MAI 2021 às 11h36
Após vitória da advogada

Carlos Bolsonaro indaga se Juliette será detida por 'gesto racista'

06 MAI 2021 às 11h30
Mudança de posições

Após guinada dos EUA, Europa admite estudar renúncia a patentes de vacina anti-Covid

06 MAI 2021 às 11h25
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados