Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Cenário de otimismo

Pesquisas apontam recuperação no comércio para o Dia das Mães em 2024

Simoni Saris - Folha de Londrina
10 mai 2024 às 19:01
- Roberto Custodio
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A depender das pesquisas de avaliação da intenção de consumo e das previsões dos comerciantes, o Dia das Mães deste ano, comemorado no próximo domingo (12), deve voltar a mostrar a sua força como a segunda melhor data para o varejo nacional. Sempre muito aguardada, a celebração em 2023 desapontou quem preparou os estoques para atender a uma demanda que não se confirmou, mas em 2024 o cenário é de otimismo. Nas lojas, o fluxo de clientes e o volume de vendas começaram a aumentar nesta semana e a previsão é de movimento ainda mais intenso nesta sexta-feira (10) e no sábado (11). No domingo, a expectativa recai sobre o setor de alimentação. Os restaurantes estão preparados para atender as muitas famílias que deverão lotar estes espaços.


No final de abril, a pesquisa Datacenso contratada pela Faciap (Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná) já apontava uma maior disposição dos consumidores paranaenses para irem às compras neste Dia das Mães. Segundo o levantamento, o tíquete médio dos presentes em 2024 é estimado em R$ 205,33 – 13,06% acima dos R$ 181,60 do ano passado. Em Londrina, onde 87% dos entrevistados revelaram a intenção de gastar um valor igual ou superior ao de 2023, o tíquete médio ficou um pouco acima, em R$ 217,41.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Roupas, perfumes, acessórios, calçados, cosméticos e flores são, nesta ordem, os itens mais procurados pelos filhos, conforme demonstrou a pesquisa.

Leia mais:

Imagem de destaque
Cerca de cinco gerações

Mundo levará mais 134 anos para atingir paridade entre mulheres e homens, diz Fórum Econômico Mundial

Imagem de destaque
Melhor resultado do sul

No Paraná, vendas do comércio varejista avançam 4% no primeiro quadrimestre

Imagem de destaque
Correção

Veja para quanto pode ir o rendimento do FGTS após o julgamento no STF

Imagem de destaque
R$ 4,82 bilhões

Mais de 75% do valor lançado do IPVA foi pago pelos contribuintes no Paraná


Proprietária da loja de roupas femininas que leva seu nome, Silvia Barrone mantém boas expectativas para este Dia das Mães. Desde o início da semana, ela tem observado um aumento gradual na procura por presentes. “São pessoas que ganharam dinheiro e vieram comprar o próprio presente, mães que se presentearam. Mas acredito que devam crescer as vendas durante a semana porque muita gente deixa para a última hora. Nossa loja tem um valor agregado um pouco maior. Muitas que vêm já são clientes ou seguem a gente nas mídias sociais.”

Publicidade


Barrone aposta muito na divulgação on-line. O ambiente virtual revelou-se uma ótima vitrine para a exposição de seus produtos. E ela também percebeu uma mudança no comportamento dos consumidores a partir da pandemia de Covid-19. Muitas clientes deixaram de ir até a loja para receber em casa sacolas com as peças. “Pelas mídias sociais, atingimos um público maior, mas também perdemos o relacionamento, a intimidade com algumas clientes, e isso é ruim.”


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA:

Imagem
Comércio do Dia das Mães aponta recuperação em 2024
Expectativa positiva para o Dia das Mães 2024 com aumento nas vendas e variedade de presentes. Consumidores optam por compras de última hora.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade