Pesquisar

Canais

Serviços

Amauri Santos, um dos idealizadores do grupo criado há 44 anos | Marcos Roman - Marcos Roman
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Verdadeiro Natal

Grupo cristão prepara 1,5 mil marmitas para moradores de rua de Londrina

Marcos Roman - Grupo Folha
25 dez 2021 às 12:33
Continua depois da publicidade

Há mais de quatro décadas o corretor de seguros Amauri Santos segue o mesmo ritual no período de Natal. Após se reunir em casa com a família para a tradicional ceia natalina no dia 24 de dezembro,  ele segue para a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, localizada na zona leste de Londrina. Acompanhado da esposa e das duas filhas do casal, às 3 horas da madrugada ele se junta a outros integrantes do grupo de voluntários da FAC (Fraternidade Ajuda Cristã) para preparar um almoço solidário que é servido a milhares de pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade. Neste ano, o grupo pretende entregar 1.500 marmitas em diversas regiões carentes da cidade.  

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


“Normalmente a gente costumava servir o almoço no salão paroquial para moradores de rua e de bairros carentes de Londrina, além da população indígena da cidade. Porém, devido à pandemia de coronavírus pelo segundo ano consecutivo optamos por entregar marmitas para evitar aglomeração. As refeições serão entregues a moradores de rua, e pessoas que residem no Jardim Santa Fé, Jardim Monte Cristo, Morro do Carrapato, além da comunidade indígena que vive na avenida Dez de Dezembro”, comenta Santos, na manhã deste sábado (25), enquanto ajudava nos preparativos. Ele é um dos idealizadores do grupo FAC, criado há 44 anos.  

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


O cardápio do almoço solidário desse ano é arroz, macarronada, farofa, maionese, frango assado, churrasco, refrigerante e sorvete. Os preparativos para a entrega das refeições começam cerca de um mês antes do evento. “É quando a gente sai em busca de doações. Nesse ano, por exemplo, conseguimos arrecadar 120 quilos de carne de boi, 200 quilos de frango, além de arroz, legumes, refrigerantes e sorvetes. Na véspera de Natal a gente começa a preparar os alimentos por volta das 7 horas da manhã e segue até o fim do dia. Depois voltamos pra sua casa e após nos reunirmos cada um com suas famílias, a gente volta para a paróquia de madrugada para começar a assar as carnes e concluir a produção das receitas até a hora do almoço”, explica. 


Leia mais: FAC tem 20 voluntários

Leia mais

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade