Pesquisar

Canais

Serviços

- Roberto Custódio/ Arquivo Folha
'Momento de união'

Após manifestações pró e contra Bolsonaro, Belinati afirma que os dois grupos estão errados

Guilherme Marconi/ Grupo Folha
08 set 2021 às 17:50
Continua depois da publicidade
No dia seguinte após feriado da Independência em Londrina, o prefeito Marcelo Belinati (PP) foi questionado sobre os protestos que ganharam as principais ruas da cidade no dia 7 de setembro. O prefeito não apareceu publicamente neste feriado nem nas manifestações e tampouco no hasteamento da bandeira no Centro Cívico, evento alusivo à data no qual foi representado pelo vice-prefeito João Mendonça (PP) e por secretários do primeiro escalão. Entretanto, em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (8), o chefe do Executivo municipal classificou de 'legítima' a manifestação, mas pregou o uso de máscaras e álcool em gel, em referência à pandemia, que ainda não acabou.


"O momento é de união do país, não de conflito. Estamos passando um momento muito delicado da economia. O arroz está R$ 30,00 a gasolina beirando a R$ 7, o quilo de carne, muitas vezes, a R$50,00. O que precisamos é unir todos segmentos, a classe política, o Judiciário, os empresários e as instituições para que o país passe por esse momento bem delicado, é esse meu sentimento. Toda a manifestação sempre foi e sempre será legítima, faz parte do processo democrático. Eventuais divergências políticas devem ser decididas no voto e ano que vem tem eleição, mas temos uma coisa muito urgência que é fazer o país caminhar" disse o prefeito. 


Leia mais na Folha de Londrina

Continue lendo