Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Imóvel ficará na Zona Norte

Centro de Bem-Estar Animal em Londrina vai custar até R$ 6 milhões

Pedro Marconi - Grupo Folha
14 mar 2023 às 10:33
- iStock
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Prefeitura de Londrina pretende investir até R$ 6 milhões na construção do Centro de Bem-Estar Animal. São R$ 2,2 milhões de contrapartida do município, R$ 1 milhão de emenda de um deputado federal da cidade e outros R$ 2,8 milhões de repasse do Governo do Estado, em dinheiro proveniente de fundo perdido. 


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

“O projeto está pronto e foi aprovado pelo Estado. Temos o terreno, que é do município. Falta apenas formalizar o convênio com o governo, o que será feito nos próximos dias para licitar a obra”, destacou Marcelo Canhada, secretário municipal de Planejamento.

Leia mais:

Imagem de destaque
Alto número de casos

Londrina pede à Secretaria Estadual de Saúde ampliação do uso do fumacê em quatro regiões

Imagem de destaque
Lances até quinta-feira (29)

Leilão on-line oferece imóveis, veículos e outros itens em Londrina

Imagem de destaque
Carga horária de 48 horas

Oficina de cenografia abre inscrições em Londrina

Imagem de destaque
Almoço bom e barato

Veja o cardápio do Restaurante Popular de Londrina para esta quarta-feira


A área escolhida para receber a estrutura fica na rua Antônio Piovesan, na zona norte. Serão 745 metros quadrados edificados, com prazo de 11 meses de obras a partir da ordem de serviço. O lugar servirá para atender animais que sofreram maus-tratos. 

Publicidade


“São animais que inspiram cuidados, aqueles resgatados pela fiscalização. Não é um hospital e nem abrigo permanente”, ponderou. A ideia é o centro funcione como uma “casa de passagem”, com os animais sendo encaminhados para adoção.


O poder público municipal também avalia que o espaço vai auxiliar no controle de zoonoses, melhorando as relações ambientais. Londrina teve entre janeiro e setembro do ano passado uma média de 68 denúncias de maus-tratos a cães e gatos por mês. 


A prefeitura tem o projeto de transferir a política de bem-estar animal, que hoje está na Sema (Secretaria Municipal de Ambiente), para a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização). “Tem mais agilidade e melhor condição administrativa”, justificou.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Centro de Bem-Estar Animal em Londrina vai custar até R$ 6 milhões
Dinheiro é proveniente de recurso próprio, emenda parlamentar e parceria com o Estado; estrutura será construída na zona norte
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade