Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Em Londrina

Paciente espera por atendimento no chão do PAM

Redação Bonde
24 jun 2009 às 19:59
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Alessandra Alves Pires (27) estava sentada e isolada no canto do Pronto-Atendimento Municipal (PAM). No chão, ela procurava algo para apoiar a cabeça. A auxiliar de enfermagem esperava havia duas horas. "Estou com dor de garganta forte", comentou em entrevista à TV Tarobá. Ela não fora trabalhar.

A presença de Alessandra Pires passava despercebida na sala de espera do PAM, na tarde desta quarta-feira (24). Ela dividia o espaço com pelo menos 60 pessoas que procuravam atendimento médico.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Às 17h30, a balconista chamava a senha 140. Na porta do PAM, Anderson Manoel segurava o papel de número 214. "Estou desde às 16h. Acho que vou esperar mais umas três horas", disse cabisbaixo. O operador de máquinas estava com dores no joelho.

Leia mais:

Imagem de destaque
Desencantou

Londrina faz 2 a 0 no ABC e conquista primeira vitória na Série C

Imagem de destaque
Obituário

Falecimentos dos dias 10 e 11 de maio de 2024 em Londrina e região

Os irmãos Gregório (esq.), Élio (centro) e Custódia em um fim de ano em Criciúma (SC)
Ele pediu ajuda pelo Instagram

Após três dias sem notícia, moradora de Londrina consegue contato com irmão em abrigo no RS

Imagem de destaque
Até a próxima semana

Defesa Civil de Londrina suspende recebimento de doações para o Rio Grande do Sul


Para piorar sua situação, o raio-x da unidade está quebrado.

O PAM atende em média 200 pessoas por dia. A superlotação desta quarta, de acordo com a direção da unidade, ocorreu em virtude da sobrecarga dos Hospitais das Zonas Norte e Sul, além da mudança climática repentina.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade