Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
"Impacto mínimo"

Sema descarta dano ambiental após vazamento de óleo

Rafael Fantin - Redação Bonde
22 jun 2012 às 18:53
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Os técnicos da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema) percorreram nesta sexta-feira (22) o trajeto entre o Ribeirão Lindóia até o Lago Norte para verificar o impacto ambiental causado pelo vazamento de óleo diesel, provocado pelo acidente de um vagão de trem da empresa América Latina e Logística (ALL), na terça-feira (19), em Londrina.

Segundo o secretário do Ambiente, Gilmar Domingues, pequenas partículas foram encontradas próximas do Lago Norte, no entanto, coletas serão realizadas na segunda-feira (25) para análises mais precisas das amostras. "Não observamos nenhum problema. Se houve algum impacto, foi mínimo. Além disso, nenhum peixe morto foi encontrado no local, o que é um bioindicador positivo", avaliou o secretário em entrevista ao portal Bonde.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Ele explicou que o excesso de chuva no dia do acidente arrastou o material por uma área mais extensa. Por outro lado, a tempestade ajudou a diminuir a concentração do combustível, o que minimizou o impacto ambiental. Após ser informada, a Sema instalou barreiras de contenção e absorção para impedir a chegada do óleo até o Lago Norte.

Leia mais:

Imagem de destaque
Em fase única

Inscrições para Vestibular 2025 da UEL abrem nesta quinta

Imagem de destaque
Começa nesta quarta

CineKombi leva cinema gratuito para as ruas de Londrina

Imagem de destaque
Operação policial

Bingo clandestino funcionava em galpão com placa de aluga-se no centro de Londrina

Imagem de destaque
Obra cara e atrasada

Após vários contratempos, novo Fórum Criminal de Londrina deve ser concluído em 2025

A empresa foi notificada pela Sema e apresentou relatório sobre o incidente com detalhamento das medidas adotadas no final da tarde de hoje. Domingues afirmou que vai analisar a documentação para dar seguimento no processo, que pode até culminar em autuação ambiental entre R$ 5 mil e R$ 50 milhões, conforme o decreto federal 6.514/2008.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade