Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Internet

Coca-Cola usa site para rebater boato de veneno no Kuat

Redação - Folha de Londrina
02 jul 2003 às 18:31
Continua depois da publicidade

A Coca-Cola do Brasil resolveu usar a internet para rebater os boatos envolvendo a sua marca de refrigerantes Kuat. Ao entrar no site da empresa (www.cocacolabrasil.com.br), o internauta encontra um comunicado da empresa negando que a bebida contém substâncias que provocam mal à saúde.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Os boatos foram difundidos por meio da internet. Um texto, cuja origem é desconhecida, afirma que 23 pessoas morreram de insuficiência renal no Hospital das Clínicas após beber o Kuat.

Continua depois da publicidade


"O texto que circula na internet, além de ser improcedente, menciona a presença de substâncias fenofinol ameido e voliteral. Elas não são citadas no mais completo livro técnico de referência para substâncias químicas, o Merck Index. Isto significa que tais substâncias não existem, sendo fruto da imaginação de quem criou o boato", afirma a Coca-Cola no "pop up" (janela aberta ao entrar no site).


No comunicado, a empresa também apresenta a íntegra de uma carta redigida por uma funcionária do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, cujo nome é usado nos boatos.


A Coca-Cola não comentou ainda se houve uma queda das vendas do Kuat desde que o site da empresa começou a divulgar o esclarecimento sobre o boato.

Continua depois da publicidade


Agência Folha


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade