Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Na BR-277

Adolescente morre após ser atropelada por caminhão

Marilayde Costa - Redação Bonde
03 jun 2009 às 09:10
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Uma adolescente de 17 anos morreu e sua irmã ficou ferida em um acidente violento na manhã desta quarta-feira (3) na BR-277, em Cascavel, no oeste do Paraná.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, Natielly Regina da Silva, de 17 anos, era passageira da motocicleta Bizz, conduzida por sua irmã, Kelly Tatiane da Silva, de 20 anos, e caiu na pista após um caminhão ter batido na traseira da moto. O corpo de Natielly acabou sendo atropelado por um caminhão que vinha logo atrás e o de Kelly não foi atingido porque foi jogado para o acostamento.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Segundo a polícia, Kelly teve apenas ferimentos leves e o motorista que conduzia o caminhão que atropelou a jovem fugiu do local do acidente. O caminhão que bateu na moto, um Mercedes Benz, placas AKR-3728, de Cascavel, era conduzido por Nilson José Rech, de 35 anos, que se manteve no local do acidente.

Leia mais:

Imagem de destaque
Condomínio fechado

Mulher denuncia marido por expulsá-la de casa em Apucarana

Imagem de destaque
Abre e fecha

Feriado de Corpus Christi: confira como será o funcionamento dos órgãos estaduais do Paraná

Imagem de destaque
Rede estadual

Projeto que prevê terceirização de escolas do Paraná é aprovado na CCJ

Imagem de destaque
Feriado cristão

Corpus Christi: confira a programação das celebrações em Londrina e região


Cerca de uma hora e meia após o acidente, um motorista suspeito que conduzia um caminhão com o parachoque avariado foi apreendido no posto da Polícia Rodoviária Estadual de Lindoeste, distante 50 km do local do acidente. Armando Grando,de 55 anos, e seu veículo, um caminhão Volvo, placas LZT-9144, de Xaxim, Santa Catarina foram conduzidos por policiais da PRF para a Delegacia de Cascavel.

Publicidade


Segundo o policial Luciano Pinto de Andrade, o caminhão passará por uma perícia e os destroços coletados no local do acidente serão confrontados com as avarias do veículo. "Até agora, o motorista preso é apenas suspeito. Somente os exames periciais poderão confirmar ou não o envolvimento dele no acidente", reforçou o policial.


Leia mais:

Violência no trânsito faz autoridades pensarem em ações


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade