Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Fim do inquérito

Ataque em Cambé teve envolvimento de três jovens

Pedro Marconi - Grupo Folha
28 jun 2023 às 11:37
- Caroline Knup/Especial para a Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o atentado a tiros que matou dois adolescentes no colégio estadual Professora Helena Kolody, em Cambé (Região Metropolitana de Londrina), no dia 19 de junho. O resultado foi apresentado à imprensa na manhã desta quarta-feira (28). Além do assassino, de 21 anos, que foi encontrado morto na Casa de Custódia de Londrina após o crime, a investigação identificou outros dois responsáveis diretos pelo ataque, ambos detidos preventivamente desde a semana passada.


Segundo os delegados que participaram da apuração, o rapaz que também tem 21 anos, morador de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina), é quem teria auxiliado o assassino de forma material, vendendo uma beca – símbolo neste tipo de ação criminosa -, e o gravando no fim de semana antes dele invadir a escola, quando já fazia ameaças e avisado sobre o ato que iria cometer. Já o jovem de 18 anos, de Gravatá, em Pernambuco, foi apontado como o mentor intelectual.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


“Os dois (atirador e jovem de 18 anos) se conheceram nas redes sociais e mantinham contato desde dezembro de 2021, quando o atirador (já com a ideia do ataque) começou a planejar e arquitetar o atentado. Este jovem de Gravatá instigou o atentado”, afirmou o delegado-chefe da 10ª Subdivisão Policial de Londrina, Fernando Amarantino Ribeiro. Os jovens de 18 e 21 anos foram indiciados por homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa das vítimas.

Leia mais:

Imagem de destaque
Inscrições abrem nesta segunda

TCE-PR altera datas de concurso público para não coincidir com CNU

Imagem de destaque
Assembleia virtual

Professores da rede estadual aprovam greve para 3 de junho

Imagem de destaque
Norte Pioneiro

Donos de sítios são autuados em R$ 315 mil por destruição de vegetação de Mata Atlântica em Cambará

Imagem de destaque
Com 23%

Carlópolis é o maior produtor de café do Paraná


Os outros dois presos no caso, que têm 35 e 39 anos e viviam em Rolândia, vão responder por comércio ilegal de arma de fogo. Foram eles que venderam o revólver e a munição usados pelo atirador. “Eles não tinham ciência do ataque, mas praticaram o ato ilício da venda ilegal do armamento”, ressaltou. A dupla está detida de forma temporária, ou seja, pelo prazo de 30 dias, que pode ser renovado pelo mesmo período, se for considerado necessário.


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Ataque contra colégio de Cambé teve envolvimento de três jovens
Rapaz de 18 anos preso em Pernambuco foi apontado como mentor intelectual do atentado; Polícia Civil concluiu inquérito do caso
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade