Pesquisar

Canais

Serviços

- Aldemir de Moraes/PMM
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Após danos do temporal

Cerca de 64 mil unidades consumidoras do Paraná seguem sem energia

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
24 abr 2022 às 11:10
Continua depois da publicidade

Um total de 64 mil unidades consumidoras do Paraná estão sem energia, de acordo com dados atualizados às 9h30 deste domingo (24) pela Copel (Companhia Paranaense de Energia). São 48 mil na região Noroeste e quase 13 mil no Oeste do Estado. Maringá possui 27 mil imóveis sem luz. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Durante a noite de sábado (23), equipes da Copel normalizaram o fornecimento de energia da metade das unidades consumidoras que ainda estavam com o serviço interrompido devido às fortes chuvas que atingiram o Paraná na madrugada. Com mais de mil profissionais em campo durante todo o dia, 80% dos domicílios afetados já haviam sido religados até as 18h.

Continua depois da publicidade


Neste domingo (24), eletricistas de serviços e manutenção se deslocam das regiões menos prejudicadas pelo evento para áreas do Noroeste e Oeste do Estado, onde os estragos foram mais intensos. No Noroeste, ao menos 100 postes foram quebrados. Eles reforçam o contingente em serviços como a retirada de galhos sobre a rede, na emenda de fiação rompida e na troca de postes quebrados, que são as principais causas dos desligamentos ocorridos.


Em Maringá, uma força-tarefa que inclui prefeitura, Copel, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e voluntários, retomou nesta manhã os trabalhos para reparar os danos causados pelo temporal. Foram registrados mais de 500 chamados e 90 remoções de árvores e galhos das vias e casas. 


“São mais de 400 pessoas envolvidas nos trabalhos para reestabelecer a normalidade e diminuir os danos ocasionados”, afirma o secretário de Limpeza Urbana, Paulo Gustavo Ribas. De acordo com o Instituto Simepar, os ventos atingiram 79,9km/h causando diversos danos pela cidade. 

Continua depois da publicidade


A prefeitura de Maringá informou que o atendimento das ocorrências está sendo feito por prioridade, primeiramente, nas vias de grande fluxo e casas bloqueadas. A mobilização permanecerá até o atendimento de todos os chamados. A Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) já retornou com o fornecimento de água para a maior parte da cidade. 


Nos municípios de Ourizona e São Jorge do Ivaí, que chegaram a ter o fornecimento de energia completamente interrompido, as fontes foram restabelecidas. Em Mirador e Amaporã, as fontes têm postes quebrados em locais de difícil acesso e as equipes de construção de redes seguem em campo para reerguer as redes e restabelecer o serviço.


Já em Maripá, no Oeste, cidade atingida por uma forte da chuva de granizo na sexta-feira (22), 1,5 mil unidades consumidoras ainda estão sem energia.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade