Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Queda de temperaturas

Frente fria chega com menor intensidade ao Norte do Paraná

Reportagem Local
14 mai 2024 às 14:38
- Simoni Saris/Grupo Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A frente fria que avança pelo Paraná chega com menos intensidade no Norte do Estado. Enquanto a massa de ar frio derruba as temperaturas para os 12°C de mínima em Curitiba, e 11° em Guarapuava; em Londrina, os termômetros devem marcar entre 17° e 28° nos próximos dias. Porém, na sexta-feira, as temperaturas já voltam a ultrapassar os 30°.


A boa notícia é que há previsão de chuva para Londrina no fim de semana. A probabilidade de pancadas de chuva é de 98% para o sábado e domingo, com precipitações estimadas entre 6mm e 10mm. Na região de Londrina, o índice pluviométrico acumulado desde março está 62% abaixo da média registrada no período. A seca leva preocupação ao campo, especialmente para o cultivo do milho, que está em fase de enchimento de grãos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A estação meteorológica do IDR-PR (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná) registrou, em março e abril, um total de 137,7 milímetros quando o esperado era acima de 360 milímetros. O acumulado de chuvas totalizou 110,6 milímetros em março, 127,1 milímetros em abril e, em maio, até o momento, não choveu no Norte do Paraná. Em maio, até agora, nenhuma gota sequer de chuva caiu sobre o Norte paranaense. A média histórica para março é de 144,4 milímetros, para abril, 103,9 milímetros e em maio, 115,1 milímetros.

Leia mais:

Imagem de destaque
Rota aberta entre julho e setembro

Aeroporto Internacional Afonso Pena recebe primeiro voo direto de Santiago, no Chile

Imagem de destaque
Doações até 1º de julho

No Paraná, rede estadual arrecada material escolar para o Rio Grande do Sul

Imagem de destaque
Resgate de animais silvestres

IAT devolve à natureza tamanduá-mirim encontrado por moradores no Paraná

Imagem de destaque
Mudas trazidas do Japão

Florada das cerejeiras vira atração nas ruas de Apucarana


Imagem
Em contraste com o Rio Grande do Sul, estiagem prejudica lavouras no Norte do Paraná
Enquanto os gaúchos sofrem há duas semanas com a tragédia causada pelo excesso de chuvas, uma boa parte do Paraná enfrenta uma estiagem prolongada e temperaturas acima da média para esta época do ano.


Alerta geada 

Publicidade


O IDR-PR (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná) ativou nesta terça-feira (14) o serviço de Alerta Geada para este ano. A ferramenta mantida em conjunto com o Simepar avisa com três dias de antecedência e confirma com boletins até 24 horas antes o risco da formação do fenômeno climático que coloca em risco a produção rural.

Publicidade


Os avisos são amplamente difundidos por uma rede formada por órgãos públicos estaduais, prefeituras, cooperativas, associações rurais, técnicos e profissionais de agronomia, entidades comunitárias e veículos de comunicação. Além da agricultura, são beneficiados outros setores da economia como turismo, comércio e construção civil.


“O risco de geada configura-se com a aproximação de uma intensa massa de ar frio e seco em contexto de céu claro ou com poucas nuvens noturnas e vento calmo”, explica o meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib. O fenômeno ocorre com força suficiente para provocar queda expressiva da temperatura do ar até abaixo de zero grau no solo, causando a formação de gelo sobre plantas e objetos expostos ao relento. A geada negra caracteriza-se por ventos fortes constantes em temperatura muito baixa, condição que causa a morte do tecido vegetal das plantas sem formação de gelo nas superfícies.


No Paraná as geadas costumam ocorrer em junho, julho e agosto quando intensas ondas de ar frio atingem todas as regiões, com mais frequência no Sudoeste, Sul, Centro, Região Metropolitana de Curitiba e Campos Gerais. “Contudo, devido à influência do fenômeno climático La Niña no inverno e na primavera deste ano, são esperados anticiclones frios tardios também em setembro e outubro, com potencial para provocarem geadas nas regiões onde habitualmente são registradas as temperaturas mais baixas”, afirma Kneib.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Frente fria chega com menor intensidade ao Norte do Paraná
Frente fria no Paraná traz queda de temperatura e alerta de geada. Londrina espera chuvas no fim de semana. IDR-PR ativa Alerta Geada com previsões confiáveis.


Imagem
Veterinários do Paraná atendem mais de mil animais resgatados no Rio Grande do Sul
Veterinários paranaenses mobilizados pela Remad (Rede Estadual para Atendimento de Animais em Situação de Desastre) montaram um hospital de campanha veterinário em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, para atender os animais resgatados.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade