Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Reserva Apucaraninha

Indígenas são notificados para desocupar fazenda em Tamarana

Douglas Kuspiosz - Especial para a Folha de Londrina
30 out 2023 às 17:42
- PM
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Os indígenas da Reserva Apucaraninha, que estão ocupando uma fazenda em Tamarana (Região Metropolitana de Londrina), foram notificados nesta segunda-feira (30) da decisão da Justiça Federal para desocupação da área. Eles têm cinco dias, contados a partir desta terça (31), para sair da propriedade voluntariamente; se isso não ocorrer, a PF (Polícia Federal) deve realizar a reintegração de posse.


A intimação é referente à decisão do juiz Bruno Henrique Silva Santos, que acatou o pedido de reintegração do proprietário do imóvel. O magistrado autorizou que os indígenas permaneçam na área de 70 alqueires da fazenda que já é ocupada desde 2017.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O chefe da coordenação técnica de Londrina da Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas), Marcos Cezar da Silva Cavalheiro, explica que a fundação e o oficial de justiça foram até a fazenda para a notificação, com escolta da PF. “Tudo ocorreu de forma tranquila.”

Leia mais:

Imagem de destaque
PR-090

Ponte entre Porecatu e Alvorada do Sul será interditada para obras na próxima segunda-feira (26)

Imagem de destaque
Colisão

Trecho de ferrovia em Rolândia deve ser liberado ainda nesta segunda-feira

Imagem de destaque
UEPG

Museu prepara acervo de fotos para exposição sobre o Norte Pioneiro

Imagem de destaque
Atendimento remoto

Com E-Fórum, Paraná terá novos espaços para atendimentos do Judiciário


Conforme já pontuado por Cavalheiro à FOLHA, a decisão de sair ou não voluntariamente do imóvel é exclusiva dos indígenas. Ou seja, a Funai não tem influência sobre os caminhos que serão adotados pela comunidade daqui para frente. Mas, ele afirmou que até o momento “não houve nenhuma manifestação”.

Publicidade


“Se não houver a saída, se faz necessário apresentar um planejamento de remoção e realocação dos indígenas que ocupam a Fazenda Tamarana”, acrescenta. O intuito é buscar uma solução pacífica para o conflito.


A Justiça Federal também determinou que, em caso de reintegração de posse, o planejamento da PF deve cumprir, entre outras coisas, “a manutenção, após a desocupação, de vigilância policial sobre as áreas ocupadas” até a demolição das residências construídas pelos indígenas; e adotar as medidas necessárias “à preservação da integridade física e psíquica dos indígenas ocupantes das áreas invadidas e de terceiros que eventualmente se encontrem no local, sobretudo mulheres, crianças e idosos”.


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA:

Imagem
Indígenas são intimados e têm 5 dias para desocupar fazenda
Segundo informações da Funai, o prazo começa a contar nesta terça-feira (31). Em último caso, será feita reintegração de posse
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade