Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Fronteiras

Justiça do Paraná anula títulos de terras devolutas

Redação Bonde
25 jun 2009 às 21:11
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Justiça do Paraná anulou títulos de propriedades rurais em 150 quilômetros na fronteira do país com o Paraguai e a Argentina. A 2ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Cascavel (PR) reconheceu como terrenos da União 2,25 mil hectares, que foram desapropriados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Os titulares das terras pediram indenização de R$ 15 milhões à União, dos quais já haviam sido emitidos precatórios. Já a Procuradoria Federal do Paraná e a Procuradoria da União no Paraná pediram a anulação de registros imobiliários fundados em títulos de domínio expedidos pelo estado do Paraná.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A ação, segundo a Procuradoria da União, é resultado de um grupo de trabalho organizado em 2003 para resgatar áreas de fronteira ilegalmente tituladas pelo estado. Os proprietários pedem indenizações que já somam R$ 2,4 bilhões.

Leia mais:

Imagem de destaque
Fases de teste

Fominha: app criado por alunos de escola de Wenceslau Braz permite avaliação dos cardápios da merenda

Imagem de destaque
Cuidado

Secretaria de Assistência Social de Rolândia alerta sobre golpes em anúncios de cursos gratuitos

Imagem de destaque
Alerta

Paraná registra 20 ocorrências de balões que caíram sobre a rede elétrica em 2024

Imagem de destaque
Padrasto

Júri de ex-marido de mulher acusada de matar a filha no Paraná é adiado


A situação se deve titulações feitas pelo Paraná nas décadas de 1950 e 1960, de extensas áreas de terras devolutas — terras públicas ocupadas por particulares. Como quem foi declarado titular das terras pelo governo estadual não é quem ocupou inicialmente as áreas, a expedição dos títulos causaram intensos conflitos.

Com informações do Consultor Jurídico e Advocacia-Geral da União.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade