Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Em Curitiba

Novo sistema agiliza informações sobre imóveis

Redação - Bonde com informações da Prefeitura de Curitiba
03 jan 2004 às 10:34
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Prefeitura de Curitiba aprimorou os procedimentos da Secretaria Municipal de Finanças para controlar os imóveis da cidade e fazer aplicação justa e precisa dos valores para o cálculo do IPTU. Um novo sistema possibilita que a equipe responsável pelo tributo possa obter, em no máximo um minuto, todos os dados de qualquer um dos 526 mil imóveis.

Os técnicos têm na tela do computador imagens reais dos imóveis de Curitiba - desde a localização (por região, bairro e rua), descrição de metragem, acabamento, tipo de edificação e o nome do proprietário, além de outras informações cadastrais.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Todas essas informações podem ser "cruzadas" com os mapas digitais da cidade, complementadas pela ortofoto (imagem aérea sobreposta à área respectiva do mapa digital) e ainda fotografias das fachadas dos imóveis.

Leia mais:

Imagem de destaque
Dia D

Saúde promove campanha de multivacinação neste sábado em Cambé

Imagem de destaque
Reforço técnico e estrutural

Norte Pioneiro: IAT retoma vistorias aquáticas em Jacarezinho

Imagem de destaque
Veja a programação

Com comidas, esportes e lazer, Cambé promove Festa do Trabalhador nesta quarta

Imagem de destaque
Jorge Guaranho

Júri de bolsonarista que matou petista fica indefinido com liminar e questionamentos da defesa


Desenvolvido pelo Instituto Curitiba de Informática (ICI), o novo sistema de pesquisa gerencial foi implantado no cadastro do IPTU em conjunto com técnicos da Secretaria Municipal de Finanças. O sistema une informações de cadastro das pessoas a um mapa georreferenciado da cidade (com imagens de aerofotogrametria), associado a uma base de dados única - o que permite os mais diversos cruzamentos de informações.

Publicidade


Assim, é possível obter em no máximo 60 segundos informações que até então exigiam dias de pesquisa. O novo sistema ‘varre’ até 1 milhão de linhas de informações em 30 segundos a um minuto. Os técnicos podem averiguar com incrível rapidez quantos, quais são e onde estão os imóveis que passaram por alteração de uso ou os que tiveram ampliação de edificação. Pode-se verificar as condições dos terrenos e das áreas verdes da cidade. O sistema permite ainda uma medição bastante aproximada de terrenos vagos ou de áreas construídas.


Com isso, a Prefeitura evita que um imóvel de uso residencial pague alíquota de imóvel utilizado para fins comerciais, ou vice-versa. Outro exemplo é o de um terreno com edificações, que pague alíquotas de área vazia.

A diretora técnica do ICI, Margarete Tokikawa Casagrande, explicou que esse sistema de pesquisa gerencial é mais um avanço do abrangente projeto de Gestão Tributária Municipal, implantado pelo ICI para a Prefeitura.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade