Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Colidiu contra trem

Tragédia com ônibus escolar em Jandaia do Sul completa três meses sem reforço na sinalização

Jéssica Sabbadini - Especial para o Grupo Folha
09 jun 2023 às 09:17
- JandaiaOnline
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O acidente entre um ônibus escolar e um trem em Jandaia do Sul, no Vale do Ivaí, que deixou cinco mortos, completa três meses nesta sexta-feira (9). Quatro das vítimas eram estudantes e a outra funcionária da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) do município.


Na época, a administração municipal prometeu colocar lombadas nos cinco cruzamentos de vias com a linha férrea. Três meses depois, a medida não saiu do papel.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O prefeito Lauro de Souza Silva Junior (União Brasil), afirma que já esteve em Brasília para reunião com representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e que a autarquia está fazendo um diagnóstico das passagens em nível do Brasil que registram mais acidentes. O objetivo é implantar cancelas nos cruzamento de vias urbanas com a linha férrea.

Leia mais:

Imagem de destaque
PR-090

Ponte entre Porecatu e Alvorada do Sul será interditada para obras na próxima segunda-feira (26)

Imagem de destaque
Colisão

Trecho de ferrovia em Rolândia deve ser liberado ainda nesta segunda-feira

Imagem de destaque
UEPG

Museu prepara acervo de fotos para exposição sobre o Norte Pioneiro

Imagem de destaque
Atendimento remoto

Com E-Fórum, Paraná terá novos espaços para atendimentos do Judiciário


“O objetivo do município é de que sejam cancelas automáticas para não depender de servidores para trabalharem nos locais”, explica o prefeito, que acrescenta que ainda aguarda o retorno da ANTT sobre o pedido.

Publicidade


De acordo com um acórdão do STJ (Supremo Tribunal de Justiça) de dezembro do ano passado, a responsabilidade por obras de sinalização em passagens em nível é dos municípios, caso as vias tenham sido construídas após a chegada da ferrovia. Na região, a estrada de ferro foi construída por volta de 1935, ano em que a maioria das cidades ainda não tinha se consolidado ou ainda não era considerada como município.


O artigo 21 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) também coloca como responsabilidade dos municípios, estados e da União a implantação, manutenção e operação do sistema de sinalização e dos dispositivos e equipamentos de controle viário. Lauro Junior, no entanto, diz que a responsabilidade em Jandaia será da concessionária da ferrovia, mas o município está aberto a parcerias. Sobre a possível construção de transposições, Lauro Junior afirma que elas são de interesse do município, mas que não há projetos em andamento.

Publicidade


Na época, o motorista do ônibus escolar alegou que o mato alto atrapalhou a sua visão da linha férrea. “Nós entendemos que o mato não tirou a visão do motorista porque o ônibus é um veículo mais alto [do que o mato]”, afirma, acrescentando que a prefeitura vem realizando a manutenção e limpeza dos trechos quando necessário.


O prefeito de Jandaia do Sul ressalta que o motorista envolvido no acidente permanece afastado e que um procedimento administrativo disciplinar foi aberto para averiguar as causas. Segundo ele, apenas a perícia veicular vai poder atestar se o acidente foi causado por falha mecânica ou humana.


“Nós entendemos que o ônibus estava em perfeitas condições mecânicas, mas vamos supor que a perícia aponte alguma falha mecânica, isso muda toda a situação”, afirma. A Polícia Civil informou que ainda aguarda laudos periciais dos veículos e das vítimas para concluir o inquérito. Caso seja comprovada falha humana, aponta a Prefeitura, o motorista deve ser exonerado.


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
Sem reforço na sinalização, tragédia em Jandaia completa três meses
Em março, um ônibus de estudantes da Apae foi atingido por um trem. Acidente deixou cinco mortos
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade